ExxonMobil entrega operações em campo no Iraque para PetroChina

CAMPO PETROLÍFERO DE WEST QURNA 1, Iraque (Reuters) - A gigante norte-americana de energia ExxonMobil saiu formalmente do campo petrolífero de West Qurna 1, no sul do Iraque, e entregou suas operações para a PetroChina, informou um vice-ministro do Petróleo à Reuters nesta segunda-feira.

Autoridades de alto escalão de petróleo do Iraque se reuniram com executivos da ExxonMobil, PetroChina e a estatal iraquiana Basra Oil Co. (BOC) nesta segunda-feira no campo de West Qurna 1, perto de Basra, para marcar a saída completa da Exxon e a transferência de suas operações à PetroChina.

"Estamos nos reunindo hoje para nos despedirmos da ExxonMobil, e ao mesmo tempo parabenizamos a PetroChina por se tornar a empreiteira principal", disse Basim Mohammed, vice-ministro do Petróleo para assuntos de exploração e produção em entrevista à Reuters.

A PetroChina detém a maior participação no campo após a saída da Exxon.

Atualmente, West Qurna 1 produz cerca de 550.000 barris de petróleo por dia (bpd), acrescentou ele. É um dos maiores campos de petróleo do mundo, com reservas recuperáveis estimadas em mais de 20 bilhões de barris.

O Iraque e a PetroChina planejam aumentar a produção para 600.000 bpd até o final de 2024, disse o chefe da BOC.

Após sua saída do campo de petróleo, a Exxon não terá mais presença no setor de energia do Iraque, afirmaram autoridades da estatal iraquiana.

(Reportagem de Aref Mohammed)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes