Tesla faz recall de 1,62 milhão de veículos na China para atualizar software, diz regulador

PEQUIM (Reuters) - A Tesla está realizando um recall efetivo de 1,62 milhão de veículos, incluindo seus modelos S, X, 3 e Y na China, disse o regulador do mercado nesta sexta-feira.

Os recalls no segundo maior mercado da Tesla seguem-se a dois recalls da montadora nos Estados Unidos em dezembro.

A Tesla pode atualizar remotamente os veículos para resolver os problemas, disse a Agência Estatal da China para Regulamentação do Mercado em um comunicado. A mudança é categorizada como recall de produto, de acordo com as regulamentações chinesas.

A montadora norte-americana lançará uma atualização de software over-the-air para 1,61 milhão de unidades.

Estes consistem nos Modelos S e X importados e nos carros Model 3 e Model Y fabricados na China, fabricados de 2014 a 2023, para evitar o uso indevido da função Autosteer e reduzir o risco de colisão, disse o regulador.

Separadamente, também atualizará o software de 7.538 unidades dos carros Model S e Model X para corrigir o problema de portas que podem ser destravadas em caso de acidentes.

Nos Estados Unidos, a Tesla começou a recolher mais de 2 milhões de veículos para instalar novas salvaguardas no seu sistema avançado de assistência ao condutor Autopilot, após preocupações de segurança citadas por um regulador federal.

Também fez recall de pouco mais de 120.000 veículos Model S e Model X nos Estados Unidos devido ao risco de as portas serem destrancadas e abertas durante um acidente.

(Reportagem de Zhang Yan, Albee Zhang e Casey Hall)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes