Fluxos de investimentos globais devem ter aumento "modesto" em 2024, diz órgão de comércio da ONU

GENEBRA (Reuters) - Os fluxos globais de investimento estrangeiro direto poderão aumentar modestamente em 2024, após uma alta marginal no ano passado, devido ao investimento maior em algumas economias europeias, informou o órgão comercial das Nações Unidas nesta quarta-feira.

Os fluxos de investimento estrangeiro direto podem incluir investimentos feitos por empresas ou governos em outros países, ou empresas ou projetos nesses países.

"Olhando para o futuro, um aumento modesto nos fluxos de investimentos estrangeiros em 2024 parece possível, já que as projeções de inflação e custos de empréstimos nos principais mercados indicam uma estabilização das condições de financiamento para acordos de investimento internacional", disse a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento.

A organização comercial da ONU ressaltou, no entanto, que muitos fatores, incluindo riscos geopolíticos e altos níveis de endividamento em alguns países, poderiam prejudicar o investimento estrangeiro direto.

Em 2023, o investimento estrangeiro direto foi estimado em 1,37 trilhão de dólares, um aumento marginal de 3% em comparação com o ano anterior. A Unctad atribuiu esse ligeiro aumento ao maior investimento em alguns países europeus.

Os fluxos de investimento estrangeiro direto para países em desenvolvimento diminuíram no ano passado, caindo 9% para 841 bilhões de dólares, com uma queda de 12% nos países em desenvolvimento da Ásia e uma queda de 1% na África, disse a Unctad.

(Reportagem de Gabrielle Tétrault-Farber)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes