Ações europeias acompanham rali de Wall Street com BCE em foco

Por Shristi Achar A e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As ações europeias subiram nesta segunda-feira, com as ações de tecnologia liderando a alta, seguindo um rali em Wall Street que levou o índice de referência S&P 500 a novas máximas recordes, enquanto investidores aguardam a decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) nesta semana.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,77%, a 472,86 pontos, após uma queda de 1,5% na semana passada. O índice S&P 500 registrou um pico nesta segunda-feira, superando o recorde atingido na semana passada, que foi alimentado por um rali nas ações de fabricantes de chips dos Estados Unidos e de empresas de tecnologia.

Os papéis de tecnologia na zona do euro subiram 2,1% nesta segunda-feira, liderando os ganhos entre os índices setoriais.

A ASML Holdings subiu 3,1% depois que a Bernstein elevou a recomendação da fabricante holandesa de equipamentos de semicondutores de "market-perform" para "outperform".

Os rendimentos dos títulos públicos em todo o continente recuavam, com o título alemão de referência de dez anos em 2,26%.

Os investidores estão aguardando a decisão de política monetária do Banco Central Europeu, prevista para quinta-feira, para obter pistas sobre o momento de futuros cortes nas taxas de juros.

"Continuamos acreditando que uma redução no horizonte de política monetária do BCE aumenta a relevância de suas próprias projeções de inflação para as decisões de política monetária... enquanto o BCE projetar uma inflação acima de 2% para 2025, esperamos que a resistência a cortes nos juros permaneça forte", escreveram economistas do Citi.

"Quando essas projeções caírem abaixo de 2%, esperamos que a pressão para flexibilizar a política monetária se torne inevitável... esperamos que esse seja o caso em junho, mas não antes."

Continua após a publicidade

Os operadores têm precificado um corte de cerca de 1,30 ponto percentual nas taxas de juros este ano, com 96% de chance de que o primeiro corte ocorra em junho.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,35%, a 7.487,71 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,77%, a 16.683,36 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,56%, a 7.413,25 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,33%, a 30.182,32 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,11%, a 9.968,10 pontos.

Continua após a publicidade

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,35%, a 6.335,69 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora