Dólar sobe mais de 1% ante real após governo lançar programa industrial

Por Fabricio de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar acelerou os ganhos ante o real na tarde desta segunda-feira, após o governo lançar seu plano de desenvolvimento para a indústria, prevendo 300 bilhões de reais em financiamentos até 2026, o que fez a percepção sobre o risco fiscal no Brasil piorar.

Às 15:41 (de Brasília), o dólar à vista avançava 1,26%, a 4,9892 reais na venda. Na B3, às 15:41 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento subia 1,11%, a 4,9935 reais.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), dos 300 bilhões de reais, 106 bilhões de reais já haviam sido anunciados em julho do ano passo.

Pela proposta, serão priorizados instrumentos financeiros sustentáveis e crédito para inovação, infraestrutura e exportações, além de subsídios, como os incentivos fiscais. Parte deles, segundo o MDIC, já começou a ser adotada por instituições como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Profissionais ouvidos pela Reuters pontuaram que, ainda que operações do BNDES sustentem o programa -- o que não necessariamente trará impacto fiscal ao governo -- a sinalização mais geral para o mercado foi negativa.

No mercado de DIs (Depósitos Interfinanceiros), as taxas dos contratos também ganharam força após o lançamento do programa.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes