Cemig prevê novas subestações e conversão de redes com aportes de R$23 bi em distribuição

SÃO PAULO (Reuters) - A Cemig informou nesta quinta-feira que os investimentos de 23 bilhões de reais anunciados pela empresa para o setor de distribuição, para o período entre 2024 a 2028, serão direcionados, entre outras melhorias, à construção de mais 120 subestações de energia e à conversão de cerca de 30 mil de redes elétricas rurais em Minas Gerais.

Segundo comunicado à imprensa, esse é o maior plano de investimentos da história da Cemig no setor. No planejamento anterior, a companhia previa 18,4 bilhões de reais entre 2023 e 2027.

"Entre as melhorias, está a construção de mais 120 subestações (SEs) de energia, dando prosseguimento ao Mais Energia", disse a Cemig, acrescentando que, ao todo, o programa entregará 200 novas subestações, totalizando 615 instalações.

Outro programa é o Minas Trifásico, que irá "converter cerca de 30.000 km de redes elétricas rurais monofásicas em redes trifásicas", beneficiando quase todos os 774 municípios da área de concessão da Cemig, acrescentou.

A empresa também citou planos de regularização do fornecimento de energia de cerca de 240 mil famílias, por meio do Programa Energia Legal, e modernização da rede elétrica, com a instalação de cerca de 5 mil religadores trifásicos, substituição de mais de um milhão de medidores obsoletos e instalação de mais 1,25 milhão de medidores inteligentes, além de investimentos em telecomunicações e meio ambiente e ações de manutenção e operação de redes de distribuição.

Os aportes fazem parte de um plano mais amplo de investimentos de 35,6 bilhões de reais previsto para os próximos cinco anos, divulgado em fato relevante na semana passada.

Serão 23 bilhões de reais para o segmento de distribuição; 2,1 bilhões para geração; e 3,8 bilhões para transmissão. O restante será voltado para as áreas de geração distribuída, gás natural e inovação/tecnologia da informação.

(Reportagem de Patricia Vilas Boas)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes