Spotify diz que plano da Apple para cumprir a regulamentação na Europa é uma "farsa"

BRASÍLIA (Reuters) - O Spotify afirmou na sexta-feira que o novo plano da Apple para cumprir a Lei de Mercados Digitais (DMA) da União Europeia é “uma farsa completa e total”.

A partir do início de março, os desenvolvedores poderão oferecer lojas de aplicativos alternativas em iPhones e optar por não usar o sistema de pagamento no aplicativo da Apple, que cobra comissões de até 30%, de acordo com as novas regras do bloco.

No entanto, os desenvolvedores ainda serão obrigados a pagar uma “taxa de tecnologia básica” de 50 centavos de euro por conta de usuário por ano sob o novo regime da Apple na UE.

“Desde o início, a Apple deixou claro que não gostou da ideia de cumprir o DMA. Então, eles formularam uma alternativa indesejável ao status quo”, disse a gigante do streaming de música na sexta-feira.

O Spotify disse que teria que pagar uma comissão de 17% se permanecesse na App Store e oferecesse seu próprio pagamento no aplicativo sob os novos termos.

“Todo desenvolvedor pode optar por permanecer nos mesmos termos hoje. E sob os novos termos, mais de 99% dos desenvolvedores pagariam o mesmo ou menos à Apple”, disse a Apple em comunicado enviado por e-mail à Reuters.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes