Moody's eleva rating da Embraer para "Ba1", com perspectiva estável

(Reuters) - A Moody's Investors Service elevou nesta segunda-feira o rating da Embraer para "Ba1" ante "Ba2", mantendo a perspectiva estável, conforme relatório da agência de classificação de risco.

A decisão "reflete a melhoria nas métricas de crédito relacionadas a uma recuperação gradual nas entregas, desempenho operacional e carteira de pedidos, bem como a redução proativa da dívida da empresa", afirmou a Moody's.

A agência destacou "um pagamento significativo de dívida de 600 milhões de dólares no terceiro trimestre de 2023" e que a alavancagem bruta ajustada caiu para 3,1 vezes nos doze meses até setembro de 2023, enquanto as margens operacionais se recuperaram para 10,9%, de 5,4% no final de 2022.

"Apesar dos atrasos na produção relacionados à cadeia de suprimentos e a questões trabalhistas, a empresa conseguiu aumentar as entregas de aeronaves no segmento comercial, crescer a receita do segmento de serviços e suporte, jatos executivos e obter maior rentabilidade no negócio de defesa e segurança com a comercialização da aeronave KC-390."

(Por Paula Arend Laier; edição de Patrícia Vilas Boas)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes