Economia da França fica estagnada no 4º trimestre

(Reuters) - A economia francesa estagnou no quarto trimestre, mostraram dados preliminares da agência de estatísticas INSEE nesta terça-feira, em linha com as expectativas dos analistas.

Os dados sobre o terceiro trimestre da segunda maior economia da zona do euro pela INSEE para mostrar também estagnação, depois de um recuo de 0,1% informado anteriormente.

Uma pesquisa da Reuters com 29 economistas havia previsto variação 0 para o Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre, com as estimativas variando de -0,2% a +0,2%.

O Banco da França disse mais cedo neste mês que esperava um crescimento do PIB de 0,2%.

Tanto a demanda doméstica quanto os estoques contribuíram de forma negativa para o PIB francês no trimestre, com uma redução de -0,1 e -1,1 pontos percentuais, respectivamente.

Em contrapartida, o comércio exterior foi um fator positivo, contribuindo com 1,2 ponto percentual, disse o INSEE.

Em média, a economia francesa cresceu 0,9% em todo o ano de 2023, em comparação com um crescimento de 2,5% em 2022 e de 6,4% em 2021, informou a agência.

Separadamente, o instituto Ifo disse nesta terça-feira que a economia alemã deverá contrair 0,2% no primeiro trimestre de 2024.

Timo Wollmershaeuser, chefe de pesquisa econômica do instituto, disse que isso deixará a maior economia da zona do euro em recessão.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Michal Aleksandrowicz e Diana Mandia em Gdansk)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes