Mercado vê agora mais risco em preço de energia e quer se proteger, diz CFO da Eletrobras

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado começou a precificar uma volatilidade dos preços de energia elétrica que antes não se previa devido ao cenário de sobreoferta de capacidade instalada no país, disse nesta terça-feira o vice-presidente financeiro da Eletrobras, Eduardo Haiama.

Esse cenário tem se refletido nos preços para "todo mundo", afirmou o executivo da Eletrobras, companhia que passou a ter um desafio importante para contratação de sua energia após a privatização, quando suas hidrelétricas puderam abandonar o regime de cotas.

"Existe sim sobreoferta de capacidade (instalada de energia), só que essa capacidade é intermitente... Agentes estão vendo agora que o risco de ficar exposto é grande e querem se proteger", disse Haiama a jornalistas após participar de evento do UBS BB.

O CFO da Eletrobras avaliou ainda nesta terça-feira que movimentos de alocação de capital para crescimento da companhia, como aquisições de ativos, devem ser feitos "com parcimônia".

"Quando você faz um processo de M&A (sigla para fusões e aquisições), se você não fizer pensando muito bem... você vai perder dinheiro. Porque todo ano você falar que tem uma ótima oportunidade para estar alocando, não acredito nisso".

(Por Letícia Fucuchima)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes