Vagas de emprego em aberto nos EUA têm alta inesperada em dezembro

WASHINGTON (Reuters) - As vagas de emprego em aberto nos Estados Unidos aumentaram inesperadamente em dezembro e os dados do mês anterior foram revisados para cima, sugerindo que o mercado de trabalho provavelmente continua forte demais para que o Federal Reserve comece a cortar os juros no primeiro trimestre.

As vagas de emprego disponíveis, uma medida da demanda por mão de obra, aumentaram em 101.000, chegando a 9,026 milhões no último dia de dezembro, informou o Departamento do Trabalho em seu relatório mensal Jolts nesta terça-feira.

Os dados de novembro foram revisados para cima, mostrando 8,925 milhões de vagas não preenchidas, em vez dos 8,79 milhões informados anteriormente. Economistas consultados pela Reuters previam 8,75 milhões de vagas de emprego em aberto em dezembro.

As vagas de emprego não preenchidas atingiram um recorde de 12,0 milhões em março de 2022.

As autoridades do Fed devem manter a taxa de juros ao final da reunião de política monetária na quarta-feira, tendo como pano de fundo uma economia resiliente, que está sendo ancorada pelo mercado de trabalho por meio dos gastos do consumidor. Os mercados financeiros reduziram as chances de um corte de juros em março para menos de 50%.

Desde março de 2022, o banco central dos EUA aumentou sua taxa de juros em 525 pontos-base, para a faixa atual de 5,25% a 5,50%.

O Departamento do Trabalho vai divulgar na sexta-feira o relatório de emprego fora do setor agrícola, com expectativa de aponte criação de 180.000 postos de trabalho em janeiro, de acordo com uma pesquisa da Reuters com economistas. A economia criou 216.000 postos de trabalho em dezembro.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes