Inflação e crescimento da zona do euro podem ser menores do que o previsto, afirma vice do BCE

FRANKFURT (Reuters) - A inflação e o crescimento da zona do euro podem ser menores este ano do que o Banco Central Europeu previu em dezembro, disse o Die Zeit, da Alemanha, citando o vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, na quarta-feira.

"Os números da inflação, em sua maioria, trouxeram surpresas positivas recentemente", disse de Guindos ao Die Zeit. "Acho que a inflação será um pouco menor do que previmos".

De Guindos disse que o crescimento pode ser ligeiramente menor este ano do que os 0,8% projetados, uma vez que o comércio mundial perdeu força, as incertezas geopolíticas aumentaram e os aumentos dos juros estão sendo transmitidos à economia mais rapidamente do que o esperado.