Apple tem lucro e receita acima do esperado por Wall Street; vendas na China decepcionam

(Reuters) - A Apple reportou nesta quinta-feira vendas e lucro acima das estimativas de Wall Street, com o crescimento de sua unidade de iPhones, mas suas vendas na China não alcançaram as expectativas dos analistas.

As ações da Apple caíam 1,7% no pós-mercado norte-americano.

O crescimento de 2% nas vendas gerais do primeiro trimestre fiscal da empresa pôs fim a quatro trimestres seguidos de queda, impulsionado pela sua linha de iPhones 15, que inclui dispositivos capazes de capturar vídeo tridimensional para o óculos Vision Pro, que está sendo lançado esta semana.

"Nós nos sentimos bem com o crescimento de 6% (da receita) para o iPhone", disse o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, em entrevista à Reuters. "Tivemos um crescimento particularmente forte de dois dígitos do iPhone em mercados emergentes fora da China. O iPhone está se saindo bem nesses mercados."

Ele acrescentou: "a China é o mercado de smartphones mais competitivo do mundo, e isso não mudou."

A Apple registrou vendas de 119,58 bilhões de dólares e lucro de 2,18 dólares por ação no primeiro trimestre fiscal encerrado em 30 de dezembro, ambos acima das expectativas de analistas de 117,91 bilhões de dólares e 2,10 de dólares por ação, respectivamente, de acordo com dados da LSEG.

As vendas de iPhones atingiram 69,70 bilhões de dólares, crescimento de 6%, superando os 67,82 bilhões de dólares esperados por analistas, de acordo com dados da LSEG.

"O forte desempenho geral das vendas do iPhone 15 claramente refletiu uma demanda reprimida por smartphones maior do que o esperado, mas a grande discrepância na China é preocupante, pois pode ser o início de uma tendência de queda mais longa por lá", disse Bob O'Donnell, analista da TECHnalysis Research.

A Apple disse que as vendas na China somaram 20,82 bilhões de dólares, abaixo das estimativas dos analistas de 23,53 bilhões de dólares, segundo dados da LSEG.

Continua após a publicidade

(Por Stephen Nellis em São Francisco; reportagem adicional de Arsheeya Singh Bajwa e Yuvraj Malik em Bengaluru e Max A. Cherney e Peter Henderson em São Francisco)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes