Câmara dos Deputados da Argentina aprova "lei ônibus" de Milei

BUENOS AIRES (Reuters) - A Câmara dos Deputados da Argentina deu aprovação geral ao projeto de reforma abrangente conhecido como "lei ônibus" do presidente Javier Milei em uma votação nesta sexta-feira, após dias de debate, abrindo caminho para uma votação decisiva no Senado.

O polêmico pacote de reformas foi aprovado por 144 votos a favor e 109 contra.

Os deputados também votarão a legislação artigo por artigo, o que deve começar em 6 de fevereiro, mas a aprovação geral significa que agora ela seguirá para o Senado de alguma forma.

O gigantesco projeto de lei é uma peça fundamental dos planos de reforma de Milei para a economia argentina, que está enfrentando uma inflação acima de 200%, reservas internacionais esgotadas e uma bomba-relógio de pagamentos de dívidas com credores e investidores.

O partido A Liberdade Avança, de Milei, detém apenas um pequeno número de cadeiras na Câmara de 257 deputados, mas ainda assim conseguiu reunir apoio suficiente de aliados com ideias semelhantes para fazer avançar o projeto de lei.

(Reportagem de Nicolas Misculin)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes