Arezzo&Co e Grupo Soma acertam acordo para formação de empresa de R$12 bi

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - As redes de varejo de moda Arezzo&Co e Grupo Soma anunciaram nesta segunda-feira acordo de "associação" para formar uma empresa com faturamento de 12 bilhões de reais que será 54% controlada pelos acionistas da primeira, segundo fato relevante ao mercado.

As companhias, que reunirão mais de 2 mil lojas próprias e franquias e 34 marcas, vão escolher mais adiante o nome da nova companhia, que terá os acionistas do Grupo Soma detendo os 46% restantes.

A relação de troca estabelecida no acordo prevê que os acionistas do Grupo Soma receberão 0,12 nova ação da Arezzo&Co para cada papel de Soma que detiverem.

A nova companhia terá como presidente-executivo Alexandre Birman, atual presidente da Arezzo&Co. A unidade de vestuário feminino será dirigida por Roberto Luiz Jatahy Gonçalves, atual presidente do Grupo Soma.

O executivo Rony Meisler permanecerá como presidente da unidade AR&Co e Thiago Hering continuará comandando a Hering, comprada pelo Grupo Soma em 2021.

"O surgimento dessa nova empresa acarreta grandes oportunidades de geração de valor adicional, tais como o desenvolvimento das categorias de calçados e bolsas nas marcas do Grupo Soma gerando alavancagem de receita, otimização da gestão dos canais de multimarcas, e-commerce e, principalmente, franquias" e otimização de fábrica de malharia da Hering, afirmaram as empresas.

As companhias citaram ainda que a união vai permitir "a preparação dessa nova empresa para plugar outras verticais de negócio".

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes