Conteúdo publicado há 21 dias

Líder do governo na Câmara nega falta de respeito do Executivo com Congresso e diz que Orçamento é do país

O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), negou nesta terça-feira que haja falta de respeito por parte do Executivo com a Câmara dos Deputados, ressaltando que seu trabalho de articulação junto ao presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), obedece a orientações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Ao comentar durante entrevista à GloboNews declarações de Lira na abertura dos trabalhos legislativos na segunda-feira, Guimarães disse que os deputados não podem ser carimbadores de medidas do governo, mas que o governo tampouco pode transferir atribuições ao Legislativo, como teria sido feito no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Em seu discurso na véspera, Lira cobrou o cumprimento de acordos fechados com o governo, disse que os parlamentares não são eleitos "para carimbar" e que o Orçamento público não pode ser de autoria exclusiva do Executivo.

Guimarães afirmou que o Orçamento "pertence ao país".

Sobre as negociações em torno da medida provisória de reoneração da folha de salários, Guimarães disse que achou por bem dar "uma pausa" no processo e retomar as conversas depois do Carnaval, e por isso solicitou o adiamento de reunião que estava prevista para esta tarde de deputados com o ministro da Fazenda.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes