Alibaba não atinge estimativas de receita; aumenta recompra de ações em US$25 bi

XANGAI (Reuters) - O Alibaba informou nesta quarta-feira que não cumpriu as estimativas dos analistas para a receita do terceiro trimestre do ano fiscal, sendo prejudicado pela fraqueza do mercado varejista e pela recuperação econômica instável na China.

As ações listadas nos Estados Unidos da empresa, que anunciou o aumento de 25 bilhões de dólares em seu programa de recompra de ações até o final de março de 2027, subiam 3,5% no pré-mercado.

O Alibaba anunciou a divisão de seus negócios em seis unidades em março do ano passado, em uma transição supervisionada pelo presidente-executivo Eddie Wu e pelo presidente Joe Tsai, ambos cofundadores do Alibaba.

Wu, presidente-executivo desde setembro, vem consolidando seu controle sobre os principais negócios do Alibaba e disse à equipe que os focos estratégicos da empresa seriam "o usuário em primeiro lugar" e "orientação por inteligência artificial", enquanto enfrenta o crescimento mais lento dos lucros.

No entanto, a gigante do comércio eletrônico está sob pressão devido à lenta recuperação do mercado de compras online da China, depois que o país suspendeu suas restrições à pandemia há pouco mais de 12 meses.

Os consumidores da segunda maior economia do mundo têm cortado custos em resposta a uma fraca recuperação pós-pandemia, impulsionando os participantes do comércio eletrônico doméstico de baixo custo, como a PDD Holdings, proprietária da Pinduoduo e da plataforma Temu, e levando o Alibaba a aumentar seu foco em descontos e produtos com preços mais baixos.

No ano passado, o Alibaba desistiu dos planos de desmembrar seu negócio de nuvem, citando incertezas sobre as restrições dos EUA às exportações para a China de chips usados em aplicativos de inteligência artificial.

A empresa divulgou uma receita de 260,35 bilhões de iuanes (36,19 bilhões de dólares) para os três meses encerrados em 31 de dezembro, em comparação com os 262,28 bilhões de iuanes esperados por 19 analistas consultados pela LSEG.

(Por Harshita Varghese, Savyata Mishra e Casey Hall)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes