Conteúdo publicado há 1 mês

SouthRock inicia processo de recuperação judicial de operador do Subway no Brasil

A SouthRock disse nesta quarta-feira que iniciou esta semana o processo de recuperação judicial das empresas que operam a franquia de fast food Subway no Brasil, dado o cancelamento da licença para operar pela matriz global e "outras circunstâncias" não mencionadas pela companhia.

A SouthRock entrou no final do ano passado em recuperação judicial junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo, em processo que incluiu algumas das marcas que opera no Brasil, como o Starbucks e o TGI Fridays. Na ocasião, porém, havia deixado o Subway de fora.

Em nota à imprensa, a empresa disse que a recuperação judicial do Subway no país foi requisitada de forma paralela, "mas distribuída por dependência à primeira".

O processo corre em sigilo. O jornal O Globo noticiou mais cedo nesta quarta que a franqueadora alegou ter sido forçada a buscar a recuperação judicial para a rede porque teve seu contrato para explorar a marca rescindido pela matriz norte-americana. A dívida da operação é de 482,7 milhões de reais, de acordo com a reportagem.

Procurada pela Reuters, a proprietária global do Subway não respondeu de imediato.

(Reportagem de André Romani; reportagem adicional de Patrícia Vilas Boas; Edição de Alexandre Caverni)

Deixe seu comentário

Só para assinantes