Bolsas

Câmbio

Cardozo defende intenção de Dilma de denunciar "golpe" na ONU

O ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, defendeu nesta quarta-feira o discurso que a presidente Dilma Rousseff pretende fazer em viagem que fará aos Estados Unidos nos próximos dias com um alerta para o "golpe" contra a democracia em curso no Brasil - uma referência ao pedido de abreviação de seu mandato em análise no Congresso.

"A presidente está cuidando desse assunto. Ela representa o país e falará obviamente aquilo que entender que deve ser falado", disse Cardozo em entrevista mais cedo no Senado.

Na noite de terça-feira a presidente Dilma decidiu viajar a Nova York para participar da cerimônia de assinatura do Acordo de Paris sobre a Mudança do Clima, na Organização das Nações Unidas (ONU), que ocorrerá nesta sexta-feira. Dilma hesitava em confirmar a viagem, porque não gostaria de deixar a cadeira vaga para o vice-presidente Michel Temer.

A presidente cedeu aos conselhos de auxiliares mais próximos para que aproveitasse a agenda nos Estados Unidos a fim de denunciar o que tem chamado de golpe, da tribuna internacional da ONU, e por meio de entrevistas à imprensa estrangeira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos