Bolsas

Câmbio

Brasil retrocede com anulação de impeachment, afirma Sindivestuário

O presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah, divulgou nota nesta segunda-feira em que critica a decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão, de anular a sessão que aprovou a tramitação do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

"O Brasil acabou", afirma Masijah, no comunicado. Segundo ele, a medida tomada por Waldir Maranhão "faz com que o Brasil "retroceda e perca a credibilidade perante o mundo todo".

O empresário, que também é diretor da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), afirmou: "Se isso de fato ocorrer, vamos fechar as portas de nossas fábricas. Se esse atual governo for mantido, não haverá mais esperanças de sair da crise que estamos mergulhados".

O Sindivestuário representa 22 mil indústrias do setor de vestuário, que empregam cerca de 250 mil pessoas e faturam aproximadamente R$ 14 bilhões por ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos