Mercado vê inflação mais baixa e queda menor do PIB em 2016

As expectativas dos analistas do mercado financeiro para a inflação e a atividade econômica deste ano melhoraram pela segunda semana consecutiva, embora ainda sigam ruins, de acordo com o relatório Focus, do Banco Central (BC).

A mediana das estimativas para a alta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) saiu de 7,27% para 7,26%. Apesar da pequena queda pela segunda semana, a taxa prevista ainda segue maior que há um mês, quando era de 7,19%.

No Focus, a expectativa para a inflação em 12 meses também melhorou, saindo de 5,90% para 5,83%, assim como para o calendário de 2017, de 5,43% para 5,40%, também a segunda queda consecutiva.

Algumas variáveis que influenciam o IPCA também vieram melhores, como a previsão de aumento dos preços administrados, que saiu de 6,94% para 6,70% neste ano, e a estimativa do dólar, que saiu de R$ 3,46 para R$ 3,40 ao fim de 2016. O dólar para o encerramento de 2017 foi revisto de R$ 3,70 para R$ 3,55.

Os analistas mantiveram a previsão para a taxa Selic ao fim deste ano, de 13,25%, e de 2017, de 11%.

Quanto à atividade, a previsão para o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano saiu de queda de 3,35% para recuo de 3,30%. Há um mês, a expectativa era de retração de 3,60%. Para 2017, a estimativa foi mantida em crescimento de 1%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos