Bolsas

Câmbio

China impulsiona produção global de alumínio em janeiro

A produção global de alumínio primário teve forte alta de 11,4% em janeiro, na comparação anual, chegando a 5,27 milhões de toneladas, informou o Instituto Internacional do Alumínio (IAI, na sigla em inglês) nesta segunda-feira.


E a principal responsável por essa aceleração na atividade foi a China. No mês passado, os chineses produziram 19% mais alumínio, ou 2,95 milhões de toneladas no total, com um ritmo mais forte nas operações das refinarias.


Para a consultoria Capital Economics, é provável que a produção chinesa continue subindo nos próximos meses, por conta dos preços mais altos, que tornam o material mais atrativo, e também dos prêmio de transformação mais rentáveis.


Em janeiro, os outros países asiáticos que não a China produziram 314 mil toneladas de alumínio primário, avanço de 13,4%. Na América do Norte, por outro lado, houve forte recuo de 8,4%, para 337 mil toneladas.


"Nossa projeção, e esses dados mostram por quê, é que o mercado de alumínio global voltará ao excesso de oferta neste ano, após enfrentar déficit em 2016", escreve a economista Caroline Bain, em relatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos