Bolsas

Câmbio

Produção brasileira de embalagens cai 4,2% em 2016, diz associação

A produção física da indústria brasileira de embalagens caiu 4,2% no ano passado, e foi equivalente a R$ 64,3 bilhões, segundo estudo macroeconômico produzido pela Associação Brasileira de Embalagem (Abre) em conjunto com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).


Para este ano, o estudo indica que deve haver melhora das expectativas a partir do segundo semestre, resultando em crescimento anual de 0,6% na produção física de embalagens.


"O ano de 2016 foi de grandes oscilações, devido à crise politica e econômica que afetou não só a confiança dos empresários, como também a dos consumidores, mas ao que tudo indica o pior já passou", diz em nota a diretora executiva da Abre, Luciana Pellegrino.


Para o primeiro semestre, a expectativa é de queda de 0,3% na produção física de embalagens. Já no segundo semestre, a previsão é de recuperação, com alta de 1,5%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos