Bolsas

Câmbio

KPMG volta a aprovar balanço do BNDES com ressalva

Mais uma vez, a KMPG aprovou o balanço do BNDES com ressalvas. A instituição mostrou lucro líquido de R$ 6,391 bilhões em 2016, com alta de 3,1% ante o lucro apresentado em ano anterior. Entretanto, segundo a auditoria, o resultado de 2015 ? positivo em R$ 6,199 bilhões ? estaria aumentado em R$ 2,7 bilhões.


Em relação ao balanço de 2015, a KPMG discordou da forma como o banco de fomento registrou no patrimônio líquido, naquele ano, o efeito da desvalorização de ações detidas pela BNDESPar, unidade de participações do BNDES. Segundo a auditoria, se essas baixas tivessem sido lançadas de acordo com a legislação contábil do país, o lucro do banco de fomento teria sido R$ 2,7 bilhões de reais inferior naquele exercício.


Na época, o banco informou que o principal responsável por essa queda foi o investimento na Petrobras. Além de não pagar dividendos e juros sobre capital próprio em 2015, a companhia teve forte queda no preço das ações no período.


Na ressalva publicada no balanço de 2016, divulgado nesta sexta-feira (10), a KPMG reiterou que as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às instituições financeiras no Brasil requerem que as perdas de caráter permanente sejam reconhecidas no resultado do período em que ocorrerem.


Para a KPMG, em 31 de dezembro de 2015, o montante de perda considerada de caráter permanente, líquida dos efeitos tributários, mantida no patrimônio líquido era de R$ 2,7 bilhões. "Consequentemente, o lucro líquido individual e consolidado do semestre e exercício findo em 31 de dezembro de 2015 estava apresentado a maior em R$ 1,8 bilhão e R$ 2,7 bilhões, respectivamente, após efeitos tributários", relembrou a consultoria.


Assim, na prática, a opinião da KMPG contém a modificação por motivo originado em 2015. "Nossa opinião sobre as demonstrações financeiras individuais e consolidadas do semestre e exercício corrente também inclui modificação em decorrência do efeito desse assunto sobre a comparabilidade dos valores do semestre e exercício corrente e valores correspondentes", detalhou a auditoria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos