Bolsas

Câmbio

Em Nova York, Dow Jones e S&P 500 fecham em queda após rali da véspera

Os mercados globais viveram um momento de calmaria nesta quinta-feira após o rali de ontem, quando as bolsas subiram, os yields (retorno ao investidor) caíram e o dólar se enfraqueceu, como reflexo da sinalização do Federal Reserve de não ter pressa em subir as taxas mesmo com a economia americana a pleno vapor.


Após ajustes, o Dow Jones fechou em queda de 0,07%, a 20.934,55 pontos. O S&P 500 recuou 0,16%, a 2.381,38 pontos. O Nasdaq destoou dos pares e subiu 0,01%, a 5.900,76 pontos.


O setor de saúde registou uma das maiores baixas no S&P 500, com perda de 1,04%. O Nasdaq Biotechnology Index teve recuo de 1,30%. As ações da Biogen recuaram 4,67% em uma das maiores quedas das bolsas em Nova York.


No Dow Jones, os recuros foram puxados pelas ações de DuPont, Chevron e Merck, com quedas de 1,09%, 0,97% e 0,77%, respectivamente.


Além da ressaca pós-Fed, outro fator que pesou sobre as bolsas de Nova York nesta quinta-feira veio do orçamento do governo americano para 2018, o primeiro apresentado ao Congresso pela administração Donald Trump. O plano prevê o corte de 18% da verba do National Institutes of Health's (NIH), órgão estatal que financia pesquisas de novos medicamentos e tratamentos médicos.


Junto com o avanço do desmonte e substituição do Affordable Care Act, conhecido como Obamacare, no Congresso, as notícias afetaram os papéis de companhias farmacêuticas e de biotecnologia, que apresentaram fortes quedas.


O banco central dos Estados Unidos subiu na quarta-feira a meta para a taxa de referência em 0,25 ponto percentual, movimento amplamente esperado pelos mercados.


Sem surpresas com as decisões dos bancos centrais do Japão e do Reino Unido, que mantiveram as suas políticas monetárias estáveis na manhã desta quinta-feira, o dia foi de ajuste após o rali, em um movimento de realização dos ganhos do dia anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos