Confiança dos serviços ganha força em março, mostra FGV

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) da Fundação Getulio Vargas subiu 4,4 pontos em março, para 85,3 pontos, o maior nível desde dezembro de 2014. Além disso, a alta da confiança em março foi a mais expressiva desde abril de 2009, quando subiu 4,8 pontos. Na métrica de médias móveis bimestrais, a alta foi de 2,4 pontos. Na comparação com março do ano passado, houve alta de 14,4 pontos.


A alta da confiança abrangeu 11 das 13 principais atividades pesquisadas.


"Os indicadores de março confirmam a tendência de melhora da percepção das empresas de serviços sobre o ambiente de negócios. Mas é importante destacar que essa melhora permanece ancorada fundamentalmente nas expectativas quanto aos próximos meses. A leitura que as empresas fazem sobre a situação corrente vem sendo bem mais moderada, o que deve se traduzir numa saída muito lenta para uma fase de retomada no nível de atividade real do setor", avalia Silvio Sales, consultor do FGV-Ibre.


O Índice de Situação Atual (ISA) subiu 0,9 ponto, para 74,4 pontos, devolvendo a queda de 0,8 ponto apurada um mês antes. Já o Índice de Expectativas (IE), teve alta de 7,9 pontos, para 96,4 pontos, o maior nível desde março de 2014.


A principal contribuição para a variação do ISA no mês veio do indicador de percepção com a Situação Atual dos Negócios, com elevação de 1,6 ponto, para 75 pontos.


Entre os indicadores integrantes do Índice de Expectativas (IE), o destaque positivo foi o de Demanda Prevista, que aumentou 11,8 pontos, para 98,2 pontos.


A sondagem de serviços colheu informações de 1.920 empresas entre os dias 1 e 29 deste mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos