Bolsas

Câmbio

Dólar comercial opera no nível mais elevado em duas semanas

O dólar avança nesta sexta-feira ao nível mais elevado em mais de duas semanas. Na máxima, a divisa americana subiu a R$ 3,1658 no balcão, valor que não era visto desde a sessão de 15 de março, quando marcou R$ 3,1774.


O movimento no Brasil acompanha o ganho do dólar frente alguns dos principais emergentes, como o peso mexicano (+0,24%) e rublo russo (+0,72%). Também é registrada alta ante as moedas da Austrália e da Nova Zelândia.


Há efeito ainda de operações técnicas no mercado doméstico. Na próxima segunda-feira, o Banco Central (BC) vai retirar do mercado de câmbio o equivalente a US$ 4,2 bilhões. Esse número representa 43% do montante a expirar em abril (US$ 9,711 bilhões) e 19% do estoque total, de US$ 21,974 bilhões.


Às 10h40, o dólar comercial subia 0,69%, a R$ 3,1653, enquanto o contrato futuro para maio tinha alta de 0,46%, a R$ 3,1840.


A sexta-feira conta ainda com a formação da última taxa Ptax do mês, usada de referência para liquidação de derivativos cambiais. Por isso, alguma instabilidade é esperada.


Hoje, o Banco Central faz leilão de até US$ 2 bilhões em linhas de dólares com compromisso de recompra. Segundo a autoridade monetária, um total de US$ 4,4 bilhões vence em 4 de abril. Portanto, no máximo, haverá rolagem de 45% do volume a expirar no começo do próximo mês.


O BC informou que o estoque total de linhas de dólares é de US$ 5,2 bilhões - sendo US$ 4,4 bilhões com vencimento em 4 de abril e US$ 800 milhões em 5 de julho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos