Bolsas

Câmbio

CPFL Energia tem queda de 9,4% no lucro do primeiro trimestre

A CPFL Energia registrou lucro líquido atribuído aos acionistas controladores de R$ 245,9 milhões no primeiro trimestre, queda de 9,4% em relação a igual período de 2016.


A receita líquida somou R$ 5,54 bilhão de janeiro a março, avanço de 27,7%. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) cresceu 15,6%, a R$ 1,2 bilhão, refletindo a consolidação integral da RGE Sul e a melhora nos resultados da CPFL Renováveis.


"Após oito trimestres seguidos de queda, o segmento de distribuição apresentou estabilidade nas vendas de energia no primeiro trimestre de 2017, desconsiderado o efeito positivo da aquisição da RGE Sul", destacou a empresa. A classe residencial registrou alta de 1,5%, enquanto a industrial e a comercial apresentaram queda de 2,2% e 0,7%, respectivamente, refletindo os efeitos do desaquecimento da atividade econômica no país.


A dívida líquida da companhia, sob os critérios de suas cláusulas restritivas ("covenants") de endividamento, chegou a R$ 13,84 bilhões ao fim de março, crescimento de 13% na comparação anual, devido à aquisição da RGE Sul. A alavancagem medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, nesse mesmo critério, caiu de 3,42 vezes para 3,30 vezes.


Os investimentos somaram R$ 681 milhões no primeiro trimestre, avanço de 51,6% na comparação anual. A CPFL estima investimentos de R$ 2,77 bilhões em 2017, ante R$ 2,29 bilhões em 2016, e aportes de R$ 10 bilhões para os próximos cinco anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos