Bolsas

Câmbio

Petrobras

Petrobras diz que irá reagir à interrupção de serviços pela UTC

A Petrobras informou nesta terça-feira (11) que adotará as medidas administrativas e judiciais cabíveis contra a interrupção, pela UTC Engenharia, dos serviços de construção e montagem em plataformas na Bacia de Campos.

Segundo a estatal, a decisão foi tomada de forma unilateral pela construtora e após "intensa tentativa de negociação" pela Petrobras.

"A Petrobras não solicitou a desmobilização do efetivo da UTC, uma vez que os contratos de prestação de serviços ainda estão vigentes e as obrigações assumidas pela companhia estão sendo regularmente cumpridas", afirmou a empresa em comunicado.

A companhia afirmou ter antecipado em 5 de julho os pagamentos previstos para o fim do mês, atendendo a pedido da UTC e com objetivo de garantir o pagamento dos salários de junho aos funcionários da empresa.

"Ainda assim, a Petrobras foi surpreendida com a decisão da UTC de desmobilização do seu efetivo a bordo", destacou a estatal.

Segundo o comunicado da Petrobras, as retenções parciais de recursos realizadas em junho e julho se referem a falhas da UTC na execução de serviços contratados em 2011 para a Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul, e que a ação estava prevista nos contratos.

Além das medidas judiciais e administrativas, a Petrobras afirmou que está tomando ações contingenciais para garantir a continuidade das operações e a segurança das instalações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos