Em resposta a Raquel, PGR diz que Lava-Jato é prioridade e verba subiu

A Administração do Ministério Público da União (MPU), subordinada ao procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, negou que haja corte nas verbas destinadas à operação Lava-Jato. Em nota, a entidade afirma tratar dessa investigação com prioridade e ter previsto para o próximo ano orçamento 4,19% superior ao de 2017.


As informações são uma resposta a questionamentos feitos na semana passada, em ofício, pela subprocuradora-geral da República Raquel Dodge, nomeada para comandar a PGR a partir de setembro. O ofício, que teve seu conteúdo divulgado pela imprensa ontem (18), busca esclarecer 40 pontos sobre o orçamento do órgão para 2018. A proposta orçamentária será analisada e votada nos próximos dias pelo Conselho Superior do Ministério Público Federal, do qual Raquel faz parte.


Em ofício, Raquel pergunta: "A força-tarefa da Lava-Jato sediada em Curitiba solicitou R$ 1,65 milhão. Foi apresentada a proposta de somente R$ 522,7 mil. Qual a razão dessa redução para a força-tarefa da Lava-Jato?"


A justifica do MPU cita dois motivos: a emenda constitucional do teto dos gastos e a diminuição da previsão da Secretaria de Orçamento Federal em R$ 47 milhões, por conta da correção do IPCA.


"Ainda assim, o orçamento estimativo para a força-tarefa manteve a correção de 4,19% em relação ao valor inicialmente estimado para o exercício de 2017", informa o MPU. "Não há que se falar em qualquer redução dos valores destinados à força-tarefa da Lava Jato em Curitiba."


O MPU esclarece ainda que é possível alocar recursos extraordinários, remanejados do próprio MPF, a depender da necessidade apresentada pelos investigadores. O recurso já vem sendo usado, com reforço de R$ 500 mil para a operação nesse ano.


"A atual Administração considera a Lava-Jato prioridade e disponibiliza, desde o início, os recursos necessários aos grupos que atuam nas investigações, tanto em Curitiba, como no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília", informa a nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos