Bolsas

Câmbio

Tasso diz que PSDB é contra "folga" em nova meta fiscal

Presidente interino do PSDB, o senador Tasso Jereissati (CE) afirmou nesta terça-feira que seu partido é contra qualquer ampliação do déficit para além do estritamente necessário.


Algumas lideranças do Congresso defenderam, reservadamente, que a nova meta fiscal fosse de déficit de até R$ 170 bilhões, evitando assim qualquer possibilidade de aumento de impostos ou taxação. "A meta vai ter que rever, mas pelo que estou vendo, querem dar mais uma folguinha. Isso a gente não concorda. Tem que ser ali no limite mesmo", disse. Sobre aumento de impostos, os tucanos também não veem com bons olhos. "A princípio [somos] contra, principalmente [subir a taxação do] Imposto de Renda na pessoa física", continuou Tasso.


O senador esteve com o presidente Michel Temer (PMDB) na sexta-feira. Disse ter reafirmado a ele o apoio do PSDB às reformas, independente da permanência no governo. "Somos favoráveis às reformas. Foi uma conversa muito cordial. Deixei claro que, de nossa parte, não há 'fora Temer' ou oposição a Temer", explicou. A defesa do distanciamento do partido do governo, alegou, "é para ter maior liberdade para nossa discussão interna. Disse a ele que não se preocupasse com cargo, que não vamos mudar um milímetro na nossa posição".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos