Bolsas

Câmbio

Dólar cai em semana mais volátil desde agravamento da crise política

O dólar encerrou a semana mais volátil desde o agravamento da crise política mostrando queda frente ao real. Só nesta sexta-feira, a baixa foi de 1,02%, a R$ 3,1460, a mais forte em cinco semanas, na esteira da perda de valor global da moeda americana.


Na semana, a cotação recuou 0,91%. Mas o alívio se deu em meio a bastante vaivém nos preços. A volatilidade histórica de cinco dias - uma medida da oscilação dos preços - subiu a 15,03% nesta sexta-feira, a mais alta desde 25 de maio (28,81%).


A trégua externa permitiu a descompressão da taxa de câmbio hoje. Mas nos últimos dias a escalada de tensões geopolíticas pegou os mercados domésticos com sentimento mais fragilizado, devido às incertezas com o ajuste das contas públicas.


Na próxima semana, as atenções do mercado vão seguir voltadas para o andamento de medidas de suporte fiscal. Após rumores nos últimos dias de que teria sido abandonada pelo governo, a TLP terá seu parecer votado na terça-feira, dia 22. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou nesta semana que a intenção é levar, no mesmo dia, o texto para o plenário da Câmara dos Deputados. Isso permitiria que a matéria fosse votada no Senado Federal até dia 30, antes, portanto, da data de 6 de setembro, quando a medida provisória que instituiu a TLP perde a validade.


Apesar dos riscos atrelados a questões idiossincráticas, para o curto prazo ainda se espera algum apoio ao câmbio vindo do exterior. "Com um dólar globalmente mais fraco, moedas de 'carry' alto, como o real, devem continuar amparadas", dizem estrategistas do Morgan Stanley em nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos