Bolsas

Câmbio

Alpargatas adere a acordo de leniência fechado entre MPF e J&F

A calçadista Alpargatas assinou ontem (30), após o fechamento do mercado, um termo de adesão ao acordo de leniência fechado em 5 de junho entre o Ministério Público Federal (MPF) e o antigo controlador da empresa, a holding J&F Investimentos, dos irmãos Joesley e Wesley Batista.


Segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia aderiu ao acordo de leniência declarando que não participou e não tinha conhecimento dos fatos relatados no acordo.


Em junho, a holding dos irmãos Batista celebrou o acordo com o MPF, em que terá que desembolsar R$ 10,3 bilhões como multa e ressarcimento por crimes e irregularidades identificados em diversas frentes, incluindo as operações Greenfield, Sépsis, Cui Bono e Carne Fraca.


Em 12 de julho, a J&F confirmou a venda da Alpargatas por R$ 3,5 bilhões para a gestora Cambuhy, a holding Itaúsa, das famílias Setubal e Villela, e a Brasil Warrant, que pertence a Pedro Moreira Salles.


Ainda de acordo com o comunicado de hoje da Alpargatas, em decorrência da adesão ao acordo de leniência, o MPF se comprometeu a não propor sanções contra a empresa e suas subsidiárias.


"É o entendimento da administração que a adesão está sendo realizada no melhor interesse da companhia, resguardando-a dos impactos financeiros do acordo de leniência, que serão integralmente assumidos pela J&F", diz o aviso ao mercado.


A calçadista também destaca que mantém seu compromisso com o fortalecimento das suas áreas de compliance e integridade corporativa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos