Bolsas

Câmbio

Ibovespa realiza lucros e perde os 76 mil pontos

Em um dia em que as bolsas de países emergentes fecharam em alta, o Ibovespa passou por um movimento de realização de lucros. Esse comportamento da bolsa brasileira reforça a percepção de que a queda do Ibovespa foi uma venda de ações para embolsar os lucros recentes. O Ibovespa recuou 0,53% e fechou em 75.604 pontos. Apesar da queda desta quinta-feira (21), o índice ainda acumula alta de 6,73% no mês e de 25,53% no ano.


O índice de mercados emergentes, EEM iShares MSCI Emerging Markets, chegou a subir quase 1% durante o dia, mas fechou perto da estabilidade com leve alta de 0,02%. Já o EWZ iShares MSCI Brazil Capped, que replica a carteira do Ibovespa em dólar no mercado internacional, caiu 1,30%. O recuo do Ibovespa é visto como pontual. A trajetória para o mercado de ações continua positiva devido à recuperação da economia e à queda dos juros.


Melhora nas estimativas


Foram esses fatores que fizeram o Citi revisar a projeção para o Ibovespa no próximo ano. A estimativa do banco é a de que o índice alcance os 90 mil pontos até dezembro de 2018. Para este ano, a última projeção da instituição é de 75 mil pontos.


Fernando Siqueira,analista do Citi,considerou dois fatores para alterar a projeção do Ibovespa. O primeiro é a melhora no lucro das empresas. A estimativa dele é a de que as companhias terão um aumento de lucro de 15% nos próximos dois anos. A melhora no desempenho financeiro das empresas será reflexo da recuperação da economia com aumento de receita e vendas. O segundo fator é a queda dos juros básicos da economia. O executivo afirma que a redução dos juros terá um impacto na redução das despesas financeiras das empresas.


A redução dos juros também deve ter reflexos no grau de alavancagem operacional das companhias. De olho nesse fator, a equipe de estrategistas do Santander, liderada por Daniel Gewehr, escolheu cinco ações com potencial de rentabilidade no atual cenário de crescimento da economia. Os papéis escolhidos são aqueles com bom grau de alavancagem operacional, como as ações da Hering, do IMC, da Mahle Metal Leve - que não compõem o Ibovespa -, Gerdau e BRF, ambas integrantes do índice. "Nossas escolhas consideraram papéis cuja tendência de alta ainda não está totalmente precificada pelo mercado", diz Gewehr.


Hoje, as ações que mais caíram no Ibovespa foram as da Vale e das companhias siderúrgicas, que recuaram devido à baixa do preço do minério de ferro no mercado internacional. A tonelada do minério caiu 5,11% em Qingdao, na China, para US$ 66,09. A ação ON da Vale caiu 1,99% e teve o maior giro financeiro do Ibovespa, de R$ 848,20 milhões. A ação ON da CSN recuou 2,94%.


As ações da Eletrobras também tiveram movimento consistente de queda. Os papéis PNB recuaram 3,63% (mas sobem 20,36% no mês) e as ações ON caíram 3,41% (alta de 20,60% no mês). Os papéis PN da Petrobras caíram 1,26% e as ações ON tiveram baixa de 1,22%.


Os papéis do sistema financeiro também fecharam em baixa com exceção das ações ON do Banco do Brasil, que subiram 2,19%. O J.P. Morgan elevou a recomendação para as ações do banco de neutra para "overweight" (acima da média do mercado) e subiu o preço-alvo dos papéis de R$ 37 para R$ 40. Hoje, as ações fecharam cotadas a R$ 35,52.


Outro destaque de alta foram as ações ON da Estácio, que subiram 3,95%. Hoje, o conselho de administração da Estácio aprovou a indicação de dois nomes sugeridos pela gestora de private equity Advent para o colegiado. Trata-se de Brenno Raiko e Juan Pablo Zucchini, sócio da Advent.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos