PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Lucro da Klabin dispara e vai a R$ 390,6 milhões no terceiro trimestre

26/10/2017 10h31

A Klabin, maior fabricante brasileira de papéis para embalagens, teve lucro líquido de R$ 390,6 milhões no terceiro trimestre, comparável a R$ 31,45 milhões um ano antes, na esteira da forte melhora na linha financeira e do avanço do resultado operacional.


No trimestre, o efeito da valorização do real frente ao dólar na parcela da dívida denominada em moeda estrangeira deu contribuição positiva, sem efeito caixa, de R$ 495 milhões. Com isso, a companhia registrou receita financeira líquida de R$ 330,1 milhões no trimestre, frente a resultado financeiro líquido negativo em R$ 256,6 milhões um ano antes.


Do lado operacional, de julho a setembro, a receita líquida da companhia totalizou R$ 2,22 bilhões, uma alta de 13% na comparação anual, beneficiada pelo crescimento dos volumes vendidos em todas as linhas de produtos.


No período, o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado subiu 28% ante o terceiro trimestre do ano passado, para R$ 749,91 milhões, com o encerramento do processo de entrada em operação da nova fábrica de celulose, em Ortigueira (PR), melhores preços da matéria-prima no mercado internacional e crescimento das vendas de produtos convertidos (embalagens de papelão ondulado e sacos industriais). Diante disso, a margem Ebitda ajustado no trimestre ficou em 34%, ante 30% no terceiro trimestre de 2016.


A dívida líquida da Klabin estava em R$ 11,15 bilhões em setembro, com queda de 5% frente ao apurado no fim do segundo trimestre. A alavancagem financeira, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, caiu 0,5 ponto percentual na mesma comparação, a 4,4 vezes.