Bolsas

Câmbio

Dólar opera acima de R$ 3,28 com cena externa e política brasileira

O dólar sabriu em alta nesta segunda-feira, com comportamento amparado no avanço quase generalizado da moeda americana no exterior, que gera perdas mais claras entre os emergentes.


Às 9h53, o dólar estava cotado a R$ 3,2864, após já ter registrado máxima de R$ 3,2979. O contrato futuro para dezembro, por sua vez, avançava 0,40%, a R$ 3,2980.


Os ativos globais também acompanham as incertezas em torno da reforma tributária nos Estados Unidos, que já levou aos tombos das bolsas americanas na semana passada.


Os catalisadores positivos na cena local, por ora, são escassos. Os agentes financeiros aguardam novidades nos esforços do governo para avançar com uma versão mais enxuta da reforma da Previdência. Algo que pode angariar algum apoio do "centrão" é uma possível troca de ministros, mudança esperada para as próximas semanas.


A alta do dólar também gera pressão sobre os juros futuros. As taxas operavam em viés de alta no começo dia, com movimento um pouco mais acentuado nos vencimentos mais longos.


O DI janeiro/2019 subia a 7,300% (7,290% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2020 avançava a 8,620% (08,570% no ajuste anterior).


O DI janeiro/2021, por sua vez, tinha alta a 9,460% (9,410% no ajuste anterior).


Mais cedo, o Boletim Focus trouxe ajustes pontuais nas expectativas de mercado para inflação. A projeção para a alta do IPCA agora é de 3,09% em 2017, ante 3,08% na leitura anterior, e de 4,04% em 2018, ante 4,02%. A projeção para a Selic se manteve em 7% no encerramento de ambos os períodos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos