Confiança da indústria vai ao maior nível desde abril de 2013, diz CNI

A confiança da indústria alcançou em novembro o maior nível desde abril de 2013, com melhora tanto das avaliações sobre as condições atuais quanto das expectativas, segundo o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), da Confederação Nacional da Indústria (CNI).


O indicador subiu 0,5 ponto na comparação com outubro, para 56,5 pontos, e está acima de sua média histórica, de 54 pontos, pelo terceiro mês consecutivo.


O índice de Condições Atuais aumentou 1,1 ponto na comparação com outubro, para 51,5 pontos. "Isso indica que o empresário percebe melhora das condições correntes de negócios, o que não acontecia desde novembro de 2012", observa a CNI. O índice é o maior desde abril de 2011 e 7,7 pontos superior ao registrado em novembro de 2016.


O índice de Expectativas, por sua vez, mostra que o empresário manteve seu otimismo para os próximos seis meses. Manteve-se praticamente constante, ao passar de 58,8 pontos em outubro para 58,9 pontos em novembro.


De acordo com a CNI, a indústria extrativa é a mais confiante e atingiu a marca de 57,5 pontos. A indústria de transformação tem indicador de 56,9 pontos. Na área da construção, a pontuação é de 54,4 pontos.


Os indicadores variam de zero a cem pontos. Quando superam 50, demonstram empresários confiantes com a economia e o setor.


A pesquisa foi feita entre 1º e 14 de novembro com 2.980 empresas em todo o país, das quais 1.162 são pequenas; 1.129, médias; e 689, de grande porte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos