Bolsas

Câmbio

Dólar cai na última sessão de fevereiro e opera abaixo de R$ 3,25

O dólar inicia a última sessão do mês de fevereiro em leve queda ante o real, negociado abaixo de R$ 3,25. O comportamento do câmbio brasileiro é semelhante ao dos pares emergentes, como peso mexicano e lira turca. Ainda assim, o sinal no exterior não conta com um movimento generalizado e boa parte dos papéis globais registravam perdas frente ao dólar.


Um dia depois dos comentários do novo presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Jerome Powell, a agenda americana continua cheia: hoje serão conhecidos os dados sobre o desempenho da economia americana e, amanhã, o chairman da autoridade monetária dos Estados Unidos continua seu testemunho no Congresso.


Em fevereiro, foi justamente o exterior que mexeu com os mercados locais. Nas primeiras semanas do mês, o risco de um aperto monetário mais duro nos EUA desencadeou onda de vendas de ações em Nova York, atingindo outros segmentos globais.


No Brasil, o dólar ganha quase 2% ante o real em fevereiro, fazendo com que o desempenho da moeda local seja mais fraco que dos principais emergentes. Se mantida a variação até o fim do dia, será o maior avanço mensal do dólar desde que subiu 3,36% em outubro.


Considerando apenas os meses de fevereiro, a moeda americana volta a subir após dois anos de queda. Em 2015, a alta foi de 6,16% durante o conturbado período pós-eleições e temores sobre a economia local, incluindo a situação fiscal, além de preocupações com a crise da dívida europeia.


Por volta das 10h30, o dólar comercial recuava 0,10%, a R$ 3,2460.


O contrato futuro para abril - o mais líquido do segmento a partir de hoje - recuava 0,35%, a R$ 3,2530.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos