ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ibovespa intensifica queda e fica abaixo dos 84 mil pontos

16/04/2018 12h13

O Ibovespa intensifica as perdas na manhã desta segunda-feira (16) e opera abaixo dos 84 mil pontos. A queda acontece mesmo com o comportamento positivo das bolsas americanas, o que confirma que são as questões locais as que definem hoje o comportamento do investidor. A eleição indefinida e a atividade caminhando num ritmo mais lento do que se esperava explicam esse novo momento da bolsa.

Às 12h12, o Ibovespa caía 1,14%, aos 83.375 pontos.

Segundo o sócio e gestor da Rosenberg Investimentos, Marcos Mollica, o mercado está se se rendendo a um cenário de muita indefinição no campo político, que justifica uma posição mais cautelosa. "O mercado vinha alheio à falta de visibilidade na política e está agora se ajustando", diz.

Na gestão da carteira da Rosenberg, Mollica diz ter reduzido pela metade a exposição à bolsa há duas semanas e também em juros de prazo mais longo. Hoje, mantém posições em juros de curtíssimo prazo, onde ele ainda vê algum prêmio dada a perspectiva de inflação e juros baixos por um período prolongado. Em contrapartida, a Rosenberg elevou posições compradas em juro americano. "A hora é de tirar risco da mesa", diz. "Não é o caso de apostar contra, mas de ajustar a exposição".

A pesquisa eleitoral do fim de semana, diz Mollica, não traz exatamente uma grande novidade, mas confirma que o eleitor tende neste momento a olhar para "outsiders", o que não beneficia os candidatos de centro-direita, que melhor representam a bandeira das reformas. "O quadro está muito indefinido, mostra que será uma eleição muito competitiva e que os candidatos tradicionais terão muita dificuldade", afirma.

Mais Economia