PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Em várias cidades, 90% dos postos estão sem combustível, diz entidade

25/05/2018 09h26

(Atualizada às 14h42) Asituação do abastecimento de combustíveis nos postos revendedores é crítica hoje, afirmou aFederação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis). Segundo a entidade,a grande maioria dos postos já sofre com falta de produtos e não há previsão de retorno à normalidade.

Mais de 90% dos postos estão sem produtos para atender à população no município do Rio de Janeiro, Santos (SP) e região, Salvador (BA) e Distrito Federal. Em Porto Alegre (RS), não há mais produtos para atender à população, embora ainda seja possível encontrar combustíveis no interior.

A Fecombustíveis informa que, no Espírito Santo, praticamente todos os postos estão sem produtos, principalmente gasolina e que em Minas Gerais poucos postos ainda têm estoque de produtos para atender à demanda.

Começa a haver também faltas pontuais em alguns postos no Ceará, com aumento da demanda de consumidores, mas, no geral, há combustível. No Mato Grosso, "a grande maioria já registra falta de produtos" e, em Curitiba, poucos postos ainda têm estoque para atender à demanda de consumidores.

No Rio, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência no Estado (Sindestado-RJ) informou que, até o momento, não tem notícia de nenhum posto que tenha recebido nova remessa de combustíveis.

A entidade disse que está monitorando a situação nas bases de abastecimento em território fluminense.

Ainda pela manhã, as cidades de Palmas, Araguaína, Paraíso e Gurupi, no Tocantins, já não tinham mais oferta de combustível. OSindiposto, sindicato que representa os empresários do setor, notou que os estoques não foram renovados por causa da paralisação dos caminhoneiros.