PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Você pode ter um receptor de radar de avião em casa e assinatura grátis

Cobertura do FlightRadar24 no espaço aéreo brasileiro - Reprodução
Cobertura do FlightRadar24 no espaço aéreo brasileiro Imagem: Reprodução

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/06/2020 04h00

Cada vez mais populares, sites de rastreamento de voos, como FlightRadar24, trabalham com uma ampla rede de colaborações ao redor do mundo. Qualquer pessoa pode instalar um receptor de sinal do avião e transmitir as informações para o sistema. O site pode enviar de graça todo o equipamento necessário ou você mesmo pode construir o seu próprio. Ainda há a possibilidade de ter uma assinatura grátis do sistema, avaliada em cerca de US$ 500 por ano.

O sistema precisa apenas de um receptor de sinal ADS-B, uma antena e cabos para ligar no modem de internet. Quanto maior o número de receptores, maior a cobertura e a precisão das informações. O FlightRadar24 já conta com quase 10 mil receptores ativos simultaneamente espalhados em todo o mundo, mas algumas regiões ainda são deficitárias, como é o caso do Brasil.

Enquanto os Estados Unidos têm quase 1.500 receptores e a Europa conta com cerca de 600, em toda a América do Sul há menos de 150 equipamentos em funcionamento simultâneo para captar o sinal dos aviões para o site FlightRadar24. É bom lembrar que isso não altera em nada a segurança de voo, já que os órgãos de controle de tráfego aéreo utilizam radares tradicionais, que têm cobertura em todo o território nacional.

Assinatura de US$ 500 grátis

Sistemas de sites como o FlightRadar24 são utilizados tanto por meros curiosos e entusiastas da aviação até para fins comerciais, que incluem as próprias companhias aéreas. Além do rastreamento ao vivo do voo, o FlightRadar24 também conta com estatísticas históricas que ajudam no planejamento.

Além de colaborar com o sistema, o usuário que tem um receptor recebe grátis uma assinatura no plano Business do FlightRadar24, que custa normalmente US$ 499,99 por ano e inclui recursos extras como maior histórico de voo e customização.

Como funciona a tecnologia

Infográfico mostra como funciona o sistema ADS-B em aviões - Divulgação - Divulgação
Infográfico mostra como funciona o sistema ADS-B em aviões
Imagem: Divulgação

A principal tecnologia usada pelo Flightradar24 para receber informações de voo é chamada de ADS-B (Automatic Dependent-Broadcast, ou transmissão dependente automática).

Nos últimos anos, a quantidade de aviões com a tecnologia ADS-B aumentou significativamente. Desde 1º de janeiro deste ano, todas as aeronaves que sobrevoem o espaço aéreo dos Estados Unidos são obrigadas a contar com o sistema ADS-B. Na Europa, a obrigatoriedade passaria a valer no domingo (7), mas o prazo foi adiado por seis meses por conta do novo coronavírus.

Funciona assim:

  • A aeronave obtém sua localização a partir de uma fonte de navegação GPS (satélite)

  • O transponder ADS-B da aeronave transmite sinal contendo a localização (e muito mais)

  • O sinal ADS-B é captado por um receptor conectado ao Flightradar24

  • Receptor alimenta dados para o Flightradar24

  • Os dados são mostrados em www.flightradar24.com e nos aplicativos Flightradar24

Você pode ter um receptor de graça

Para aumentar sua rede de cobertura, o site FlightRadar24 envia, de graça, o kit completo para quem cumprir os requisitos exigidos, que vão desde a localização geográfica até as condições de recepção do sinal. É preciso fazer a solicitação direto no site.

Kit de receptor ADS-B do FlightRadar24 - Divulgação - Divulgação
Kit de receptor ADS-B do FlightRadar24
Imagem: Divulgação

O site dá prioridade a locais remotos, onde a cobertura da recepção do sinal ADS-B ainda é precária. Segundo o FlightRadar24, as regiões mais precárias neste momento são ilhas do Pacífico sul, do Japão, da Rússia e do Alasca.

Mas os brasileiros também podem receber novos kits. "Estamos aceitando pedidos para hospedar nossos kits de receptores ADS-B, especialmente em locais carentes, como o Brasil", afirmou Ian Petchenik, diretor de comunicação do FlightRadar24. Neste ano, já foram 24 receptores entregues no país.

Além disso, o candidato precisa atender mais três requisitos para receber um receptor:

  • Local de instalação: a antena deverá ser instalada externamente em um telhado, poste ou similar e ter visibilidade do céu em todas as direções, sem nenhuma barreira.
  • Prazo de instalação: ter a possibilidade de colocar a antena no local planejado e ativar o receptor em até uma semana após o recebimento dele.
  • Sempre ligado: manter o receptor online 24 horas por dia, enviando dados para os servidores Flightradar24 por uma conexão constante à internet.

Quem não quiser esperar, pode montar seu próprio receptor. Todos os equipamentos necessários podem custar mais de R$ 1 mil. O FlightRadar tem um passo-a-passo para montar o kit.

Errata: o texto foi atualizado
O prazo para a obrigatoriedade do uso do sistema ADS-B na Europa passaria a valer no domingo (7), mas foi adiado por seis meses por conta do novo coronavírus. A informação foi corrigida.