Bolsas

Câmbio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/agronegocio/album/2014/01/27/conheca-as-iscas-certas-para-fisgar-peixes-brasileiros.htm
  • totalImagens: 13
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20140127154130
    • Brasil [5109];
    • Agronegócio [63711]; Pesca [11970]; Peixes [11251];
Fotos

Cada tipo de isca artifical tem seu atrativo, seja imitar o alimento preferido do peixe que se quer fisgar, seja a capacidade de chegar nas profundidades em que ele habita ou mesmo de emitir um barulho que o atraia. Clique nas fotos e conheça as iscas mais adequadas para algumas das espécies que habitam as águas brasileiras. As informações são da loja Pesca Pinheiros, em São Paulo Allie Caulfield/Flickr/Creative Commons e Alessandro Shinoda/UOL Mais

A isca de superfície do tipo popper é uma das melhores para se pescar traíra e trairão (foto). O anzol passa a maior parte do tempo escondido por um "peixe" feito de borracha macia. Assim, pode passar, sem enroscar, no meio de plantas aquáticas onde a traíra se esconde. Quando a isca é mordida, a parte de plástico se contrai e o anzol aparece. Na imagem, isca da marca Crazy Frog Pop, que custa cerca de R$ 30 Marcus Vinicius Barros/MPA/Divulgação e Alessandro Shinoda/UOL Mais

A isca com barbela (esse "lábio" esticado da isca da foto) é indicada para a pesca em profundidades de 1 m a 8 m, ideal para peixes como enchovas (foto), tucunarés e dourado de água doce. Ao se lançar a isca na água, a barbela faz com que ela se posicione num ângulo em que passa a afundar rapidamente. Quanto maior a barbela, mais fundo a isca desce. Essas iscas podem variar de 6 a 20 cm, e de R$ 15 a R$ 110; a da foto, de 16 cm e 33 g da marca Borboleta, custa R$ 39 Flickr/Creative Commons e Alessandro Shinoda/UOL Mais

A isca do estilo "jumping jig" (algo como saltitante, em inglês) em geral é feita de chumbo, e própria para a pesca em profundidade de até 100 m, com barcos parados. Ela se movimenta para cima e para baixo na água, atraindo a atenção dos peixes. As mais pesadas servem para peixes como o olho-de-boi; as mais leves, para robalos (foto) em canais. Na imagem, isca da marca Destroyer, que sai por R$ 72 Alessandro Shinoda/UOL Mais

A isca de fundo tipo camarão também é própria para a pesca de robalo em canais, e precisa da ajuda de pesos de chumbo para chegar a profundidades de 5 m a 30 m. É feita de materiais maleáveis, como silicone, e mede de 6 a 9 cm. Os preços variam de R$ 20, para pacotes com três unidades pequenas, a R$ 25, para pacotes com duas unidades maiores. Na imagem, isca da marca Monster, que sai por R$ 25 o par Alessandro Shinoda/UOL Mais

A isca lula é ideal para a pesca de superfície (na linha da água) em alto mar, a partir de 80 km da costa. As iscas menores, como a de 22 cm da imagem, servem para o dourado marinho e para exemplares de marlim ou agulhão (foto) de menor porte. A isca da marca Offshore Angler custa R$ 27 Getty Images e Alessandro Shinoda/UOL Mais

Quanto maior a isca do tipo lula, maior o tamanho dos exemplares de espécies como agulhão-bandeira e marlins (foto) que se consegue fisgar com elas. A isca é apropriada para pesca de superfície em alto mar. Na imagem, isca de 32 cm da Iland Lures, que custa cerca de R$ 200 AmslerPIX/Flickr/Creative Commons e Alessandro Shinoda/UOL Mais

O "teaser" é um chamariz que atrai os peixes até perto da isca. Muitas vezes revestido por espelhos, fica amarrado a cerca de 40 metros de iscas mais apetitosas, como as do tipo lula, que imitam os alimentos favoritos dos peixes de alto mar como os agulhões ou marlins. O tamanho vai de 25 a 50 cm, e os preços, de R$ 80 a R$ 300. Na foto, "teaser" da marca Boone Bird, que sai por cerca de R$ 80 Alessandro Shinoda/UOL Mais

Esta isca para pesca com o barco em movimento é apropriada para espécies como cavala (foto), em profundidades de cerca de 6 m. Os peixes a confundem com exemplares menores, e a atacam. O tamanho varia de 4 a 26 cm e os preços, de R$ 12 a R$ 100. Na imagem, isca da marca Mirrolure, de 23 cm, que custa R$ 55 Flickr/Creative Commons e Alessandro Shinoda/UOL Mais

A isca tipo colher é feita de uma chapa de níquel geralmente prateada ou dourada, atraindo os peixes com seus reflexos na água. É usada em profundidades de cerca de 10 m para peixes como traíra, tucunaré e dourado de rio (foto). O preço varia de R$ 20 a R$ 30, e o tamanho, de 7 cm a 12 cm. Na foto, exemplar da marca Johnson, que sai por R$ 30 Marcus Vinicius Barros/MPA/Divulgação e Alessandro Shinoda/UOL Mais

Isca de superfície com hélice, muito usada na pesca do tucunaré (foto). Conforme a isca é recolhida, sua hélice se movimenta, fazendo um zumbido que atrai o peixe. Na imagem, isca modelo "pavon prop" da marca Caribelures, de 18 cm e preço de R$ 70 Jefferson Cristofoletti/Embrapa/Divulgação e Alessandro Shinoda/UOL Mais

A isca de meia-água tipo sashimi tem esse nome porque parece um peixe fatiado. É muito usada na pesca do tucunaré, a profundidades de cerca de 1 m. Suas articulações a fazem se movimentar bastante na água, atraindo os peixes. Pode ter até 16 cm. Na imagem, isca da marca Sumax, que custa R$ 80 Alessandro Shinoda Mais

Isca do tipo "jumpin' minnow", conhecido popularmente como "joão-pepino". Ela é apropriada para a pesca em superfícies e atrai peixes como o tucunaré, fazendo um movimento de zigue-zague conforme é recolhida. Pode variar de 9 a 12 cm, com preço entre R$ 19 e R$ 40. Na imagem, modelo da marca Rebel, que custa R$ 40 Alessandro Shinoda/UOL Mais

Conheça as iscas certas para fisgar peixes brasileiros

Mais álbuns de Agronegócio x

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos