Bolsas

Câmbio

Ao VivoDireto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Banco ou corretora? Vantagens e desvantagens de investir em cada um

É melhor investir por meio de banco ou de corretora? O UOL ouviu quatro especialistas para apontar vantagens e desvantagens de investir por um ou por outro meio e chegou a duas conclusões: para quem tem muito dinheiro, tanto faz; será bem atendido, terá muitas opções de investimento e menores taxas por ambos os meios. Já o pequeno investidor, terá mais vantagem se procurar uma corretora. Leia Mais

Bolsa sobe 0,31% e fecha em alta pelo 6º dia; Vale ganha mais de 3%

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta terça-feira (16) em alta de 0,31%, a 68.684,5 pontos. É o sexto avanço seguido da Bolsa, que havia subido 0,37% na véspera. Com isso, a Bolsa atinge o maior nível de fechamento desde 21 de fevereiro (69.052,02 pontos). O resultado de hoje foi influenciado, principalmente, pelo desempenho positivo das ações da Vale, que subiram mais de 3%. Os papéis da Ambev, do Banco do Brasil e do Bradesco também tiveram alta. Por outro lado, as ações do Itaú Unibanco fecharam em queda. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar fecha em queda pelo 6º dia, a R$ 3,096, menor valor em quase 2 meses

O dólar comercial fechou esta terça-feira (16) em queda de 0,34%, cotado a R$ 3,096 na venda. É a sexta baixa seguida, e o menor valor de fechamento desde 21 de março, quando o dólar valia R$ 3,09. Na véspera, a moeda havia caído 0,58%. Investidores continuam otimistas com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência no Congresso. Nesta terça, o presidente Michel assinou uma medida provisória autorizando o parcelamento das dívidas dos municípios e Estados com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), numa tentativa de conseguir apoio para a reforma. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar cai, vendido perto de R$ 3,10; Bolsa opera em alta

O dólar comercial operava em queda e a Bolsa passava a subir nesta terça-feira (16). Por volta das 16h30, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,13%, a 68.561,78 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana caía 0,21%, a R$ 3,1 na venda. Investidores estavam otimistas com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência, considerada por eles essencial para equilibras as contas públicas. Nesta terça, o presidente Michel assinou uma medida provisória autorizando o parcelamento das dívidas dos municípios e Estados com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) numa tentativa de conseguir apoio para a reforma. Mais cedo, o Banco Central atuou no mercado de câmbio com a oferta de swaps cambiais (venda de dólar no mercado futuro). (Com Reuters)

Meirelles: aumentar faixa de isenção do IR não está em discussão no momento

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta terça-feira (16) que o governo ainda não discute mudanças na faixa de isenção na tabela do Imposto de Renda, ao contrário do que informaram alguns veículos de imprensa na véspera. "Isto não está em discussão no momento. Foram, de fato, ideias ventiladas. No momento, não há um plano concreto de se fazer nada nesse sentido", disse o ministro, após evento em Nova Lima, no interior de Minas Gerais. Um aumento no limite de isenção, declarou ministro, "é coisa que seria positiva para pessoas que estão naquela faixa de renda". Por outro lado, ele ponderou, será necessário avaliar qual será custo de uma medida como essa para a economia e para a sociedade. (Com Estadão Conteúdo)

Governo está negociando adesão do Brasil à OCDE, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta terça-feira (16) que o governo está negociando a adesão do Brasil à OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e que o país já foi considerado "adequado" para entrar no órgão. Durante palestra em Nova Lima (MG), o ministro reconheceu que a infraestrutura do Brasil é deficiente, mas afirmou que a "boa notícia" é que o país oferece demanda por infraestrutura. "A má notícia é que nossa infraestrutura não atende a essa demanda", disse o ministro. (Com Agência Estado)

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,09; Bolsa passa a subir

O dólar comercial operava em queda e a Bolsa passava a subir nesta terça-feira (16). Por volta das 15h15, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,31%, a 68.687,53 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana caía 0,39%, a R$ 3,094 na venda. Investidores estavam otimistas com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência, considerada por eles essencial para equilibras as contas públicas. Nesta terça, o presidente Michel assinou uma medida provisória autorizando o parcelamento das dívidas dos municípios e Estados com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) numa tentativa de conseguir apoio para a reforma. Mais cedo, o Banco Central atuou no mercado de câmbio com a oferta de swaps cambiais (venda de dólar no mercado futuro). (Com Reuters)

Bolsas da Europa fecham com pouca variação; Inglaterra sobe 0,91%

As principais Bolsas da Europa fecharam sem direção comum e com pouca variação nesta terça-feira (16). Os mercados foram afetados por resultados negativos de bancos e do setor farmacêutico, por um lado, e por resultados positivos do setor de telecomunicação, de outro. Veja as variações das Bolsas nesta terça:

  • Inglaterra: +0,91%
  • Alemanha: -0,02%
  • França: -0,21%
  • Itália: +0,38%
  • Espanha: +0,22%
  • Portugal: -0,92%. (Com Reuters)
Leia Mais

Conclusão de Angra 3 deve exigir até R $9 bi em 5 anos, diz ministro

A conclusão da construção da usina nuclear de Angra 3, cujas obras estão paralisadas desde o final de 2015, deverá exigir entre R$ 8 bilhões e R$ 9 bilhões em investimentos e até cinco anos de trabalho, disse nesta terça-feira (16) o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. Ele afirmou que o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) deverá discutir em junho maneiras de retomar a usina, mas antecipou que provavelmente a solução deverá envolver a atração de uma empresa privada para dar apoio financeiro e operacional à empreitada."A ideia é trazer um privado para fazer investimento e manutenção, e a operação seria da Eletronuclear (subsidiária da Eletrobras)", disse Coelho Filho. (Com Reuters)

Dólar cai, vendido perto de R$ 3,09; Bolsa opera em queda

A Bolsa e o dólar comercial operavam em queda nesta terça-feira (16). Por volta das 14h15, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,15%, a 68.373,52 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana caía 0,44%, a R$ 3,092 na venda. Investidores estavam otimistas com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência, considerada por eles essencial para equilibras as contas públicas. Nesta terça, o presidente Michel assinou uma medida provisória autorizando o parcelamento das dívidas dos municípios e Estados com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) numa tentativa de conseguir apoio para a reforma. Mais cedo, o Banco Central atuou no mercado de câmbio com a oferta de swaps cambiais (venda de dólar no mercado futuro). (Com Reuters)

Relator da reforma trabalhista deve apresentar parecer na próxima 3ª feira

O relator da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), deve apresentar seu parecer ao colegiado na próxima terça-feira (23), informou seu gabinete. A apresentação do relatório foi acertada entre os integrantes da comissão, que ainda terá uma última audiência pública sobre o tema. Ferraço também é relator da proposta na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. O presidente da Casa, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), já havia dito que a reforma trabalhista deve ser votada até o fim deste mês ou "no mais tardar" na primeira semana de junho.  (Com Reuters)

Relator da reforma trabalhista deve apresentar parecer na próxima 3ª feira - Eduardo Anizelli/Folhapress

Dólar cai, vendido perto de R$ 3,09; Bolsa opera em queda

A Bolsa e o dólar comercial operavam em queda nesta terça-feira (16). Por volta das 13h15, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,3%, a 68.271,58 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana caía 0,48%, a R$ 3,091 na venda. Investidores estavam otimistas com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência, considerada por eles essencial para equilibras as contas públicas. Nesta terça, o presidente Michel assinou uma medida provisória autorizando o parcelamento das dívidas dos municípios e Estados com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) numa tentativa de conseguir apoio para a reforma. Mais cedo, o Banco Central atuou no mercado de câmbio com a oferta de swaps cambiais (venda de dólar no mercado futuro). (Com Reuters)

BC vende 8.000 contratos de dólar no mercado futuro

O Banco Central vendeu nesta terça-feira (16) todos os 8.000 contratos swaps cambiais (venda de dólar no mercado futuro) ofertados nesta sessão. Com isso, o BC ainda tem um estoque de US$ 4,035 bilhões em contratos com vencimento em junho para vender este mês. Se mantiver essa oferta, o BC venderá integralmente o estoque.  (Com Reuters)

Dólar cai, vendido abaixo de R$ 3,10; Bolsa opera em queda

A Bolsa e o dólar comercial operavam em queda nesta terça-feira (16). Por volta das 12h15, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,37%, a 68.219,59 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana caía 0,33%, a R$ 3,096 na venda. Em discurso, durante a abertura da 20ª Marcha Nacional dos Prefeitos, o presidente Michel Temer comemorou o resultado da primeira prévia do PIB (Produto Interno Bruto) deste ano, que cresceu 1,12% no primeiro trimestre, e o anúncio da criação de quase 60 mil vagas de emprego em abril. (Com Reuters)

Dólar cai, vendido perto de R$ 3,09; Bolsa opera quase estável

A Bolsa operava quase estável e o dólar comercial caía nesta terça-feira (16). Por volta das 11h15, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha leve queda de 0,05%, a 68.437,97 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana caía 0,4%, a R$ 3,094 na venda. Em discurso, durante a abertura da 20ª Marcha Nacional dos Prefeitos, o presidente Michel Temer comemorou o resultado da primeira prévia do PIB (Produto Interno Bruto) deste ano, que cresceu 1,1% no primeiro trimestre, e o anúncio da criação de quase 60 mil vagas de emprego em abril. No mercado de câmbio, o Banco Central volta a rolar contratos de swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. (Com Reuters)

PF diz que frigorífico Minerva está entre suspeitos de irregularidades

O frigorífico Minerva está entre os suspeitos de irregularidades em um novo esquema de corrupção investigado pela Polícia Federal envolvendo favorecimento a empresas por fiscais do Ministério da Agricultura em troca de propina, disse um representante da PF nesta terça-feira (16).  A PF disse que também são suspeitas de irregularidades as empresas Frango Norte, Laticínio Veneza, Santa Izabel Alimentos, Masterboi, Laticínio Fortaleza e Laticínios Palac. (Com Reuters) Leia Mais

Fundo mantido com a China terá US$ 20 bilhões para investir no Brasil

Anunciado há dois anos, durante visita do presidente da China, Xi Jinping, ao Brasil, o fundo binacional para financiar empreendimentos no Brasil começa a funcionar em 1º de junho, disse à reportagem o secretário de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, Jorge Arbache. Mas, em vez dos US$ 50 bilhões prometidos à época, o valor inicial será de US$ 20 bilhões, a serem aportados na proporção de um dólar do Brasil para cada três da China. O Fundo China será lançado no dia 30, durante o Brasil Investment Forum, evento que contará com a presença do presidente Michel Temer e CEOs de grandes grupos internacionais. (Com Agência Estado) Leia Mais

Justiça do Rio de Janeiro prorroga suspensão de execuções contra Oi

A Oi informa que a 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Rio de Janeiro prorrogou por 180 dias úteis, ou até a Assembleia Geral de Credores, o chamado "stay period", durante o qual ficam suspensas todas as ações e execuções. Conforme cópia do despacho judicial, "ficam suspensas todas as execuções, sejam elas extrajudiciais ou de cumprimento de sentença, provisórias ou definitivas, inclusive as execuções através das quais estejam sendo cobradas as multas e/ou sanções administrativas aplicadas contra as devedoras". (Com Reuters) Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,09; Bolsa sobe

A Bolsa operava em alta e o dólar comercial caía nesta terça-feira (16). Por volta das 10h10, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,28%, a 68.664,34 pontos. No mesmo horário, a moeda norte-americana caía 0,41%, a R$ 3,093 na venda. O presidente Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participarão da 20ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios nesta terça. No mercado de câmbio, o Banco Central volta a rolar contratos de swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. (Com Reuters)

Para aprovar reforma, governo concorda em perdoar parte da dívida de empresas

Em busca de votos para aprovar a reforma da Previdência, o governo cedeu nas negociações com o Congresso e concordou em permitir descontos de multas e juros no novo programa criado para regularização de dívidas de empresas com o fisco. Batizado como Programa de Regularização Tributária, e popularmente conhecido como novo Refis, o novo plano começou a ser discutido depois que o Congresso alterou proposta original do governo, incluindo vários benefícios para devedores. (Com Folha) Leia Mais

Após prejuízo um ano antes, JBS lucra R$ 486 milhões no 1º trimestre

A gigante de alimentos JBS teve lucro líquido consolidado de R$ 486,2 milhões no primeiro trimestre, após prejuízo de R$ 2,64 bilhões um ano antes. Em relação ao trimestre anterior (R$ 694 milhões), porém, o lucro caiu 29,9%. A empresa não mencionou qualquer impacto nas vendas relacionado à operação Carne Fraca da Polícia Federal, realizada em março, que levou vários países a suspenderem temporariamente importações de carnes do Brasil. A operação, que teve a JBS entre as investigadas, revelou um esquema de corrupção no qual empresas e inspetores sanitários conspiravam para vender produtos fora do padrão, falsificar documentos de exportação ou deixar de fiscalizar unidades. A JBS também foi alvo de operação que investiga suspeita de fraudes e irregularidades na liberação de apoio de R$ 8 bilhões do BNDES à companhia. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar abre o dia operando em queda, vendido perto de R$ 3,10

O dólar comercial abriu os negócios desta terça-feira (16) operando em queda, após recuar 0,58% na véspera, ao menor nível em quase um mês. Por volta das 9h, a moeda norte-americana se desvalorizava 0,24%, a R$ 3,099 na venda. O presidente Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participarão da 20ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios nesta terça. No mercado de câmbio, o Banco Central volta a rolar contratos de swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. (Com Reuters)

Bolsa da China fecha em alta pela quarta sessão seguida

A Bolsa da China fechou em alta nesta terça-feira (16) pelo quarta sessão seguida, com investidores aliviados diante dos esforços do banco central para aumentar o volume de recursos no sistema financeiro mesmo após os reguladores terem anunciado novas restrições ao sistema bancário. Veja as variações das Bolsas da Ásia e do Pacífico:

  • Japão: +0,25%
  • Hong Kong: -0,14%
  • China: +0,75%
  • Coreia do Sul: +0,2%
  • Taiwan: -0,05%
  • Cingapura: -1,12%
  • Austrália: +0,21%. (Com Reuters)
Leia Mais

Conversor de moedas

Resultado:

Câmbio

Dólar comercial - 26/05/2017 16h59
Compra Venda Variação
Dólar com. 3,2647 3,2654 -0,54%
Dólar tur. 3,1300 3,3900 -0,59%
Euro 3,6451 3,6476 -0,68%
Libra 4,1709 4,1732 -1,56%
Pesos arg. 0,2035 0,2038 -0,05%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 26/05/2017 17h20 - 64.085,41
Variação
Brasil | Bovespa +1,36%
EUA | Nasdaq +0.08%
França | CAC 40 -0.01%
Japão | Nikkei -0.64%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações em destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 50,500 0,0%
Ouro US$ 1267,430 0,0%
Prata US$ 17,395 0,0%
Platina US$ 965,500 0,0%
Paládio US$ 795,000 0,0%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA abr.17 +0,14%
IPC-Fipe abr.17 +0,61%
IGP-M abr.17 -1,1%
INPC abr.17 +0,08%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 937,00 2017
Global 40 +112,32% 27.Mai.2017
TR +0,08% 27.Mai.2017
CDI +11,13% 27.Mai.2017
SELIC +11,25% 12.abr.2017
IPCA +0,14% abr.17

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos