Bolsas

Câmbio

Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Meirelles diz que venda de ações é uma "boa alternativa" para Correios

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou nesta quinta-feira (21) que uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) pode ser uma boa alternativa para os Correios, em uma fase prévia a uma privatização total. (Com Reuters)  Leia Mais

Braskem encerra contrato de fornecimento com venezuelana PDVSA

A petroquímica Braskem encerrou contrato para compra de nafta e gasolina leve da venezuelana PDVSA que expira neste mês, afirmou a companhia brasileira nesta quinta-feira (21). (Com Reuters)

Bolsas dos EUA fecham em queda com expectativa de alta de juros

Os índices de ações norte-americanos fecharam em queda nesta quinta-feira (21), com investidores se preparando para uma alta da taxa de juros neste ano, e com os Estados Unidos pedindo novas sanções contra a Coreia do Norte. O índice Dow Jones caiu 0,24%, a 22.359 pontos. O S&P 500 perdeu 0,3%, a 2.500 pontos. O Nasdaq recuou 0,52%, a 6.422 pontos. (Com Reuters) 

Brasil abre 35,5 mil vagas com carteira em agosto

O Brasil abriu 35,5 mil vagas com carteira assinada em agosto deste ano, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta quinta-feira (21) pelo Ministério do Trabalho. Esse é o quinto mês seguido de abertura de vagas no país. Leia Mais

Bolsa fecha em queda de 0,53% após recorde; Vale e Petrobras caem

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quinta-feira (21) em queda de 0,53%, a 75.604,34. Na véspera, a Bolsa teve leve alta e terminou em nível recorde, pela primeira vez acima de 76 mil pontos. Leia Mais

Dólar sobe e fecha a R$ 3,144, de olho no exterior e em cenário político

dólar comercial fechou esta quinta-feira (21) em alta de 0,48%, cotado a R$ 3,144 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana teve queda de 0,21%. (Com Reuters)  Leia Mais

'Pré-sal do Brasil é onde todo mundo quer estar', diz presidente da Shell

O pré-sal brasileiro "é o lugar onde todo mundo quer estar", afirmou nesta quarta-feira (20) o presidente da Shell no Brasil, André Araújo, em entrevista exclusiva ao "Estadão/Broadcast".  Leia Mais

Greve dos Correios: Conta não chegou? Ainda assim tem que pagar

greve dos funcionários dos Correios, que atinge 20 Estados e o Distrito Federal desde a quarta-feira (20), pode atrasar o envio e o recebimento de contas dos consumidores. Ainda assim, é preciso ficar atento, porque a paralisação não isenta o pagamento delas, mesmo que tenham sido recebidas após o prazo de vencimento, alertam entidades de defesa do consumidor. Leia Mais

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,15, e Bolsa opera em queda

A Bolsa caía e o dólar comercial operava em alta nesta quinta-feira (21). Por volta das 15h45, a moeda norte-americana subia 0,53%, a R$ 3,146 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,72%, a 75.460,22 pontos. Os investidores monitoram a trajetória de alta do dólar em relação a outras moedas no exterior um dia depois de o banco central norte-americano ter ampliado as expectativas de nova alta de juros no país ainda este ano. No Brasil, o Banco Central passou a ver a inflação ainda mais abaixo do centro da meta em 2017 e 2018. (Com Reuters)

Divórcio milionário e outros motivos levam ricos a vender ações

O Brasil está observando um aumento nas vendas de ações por parte de alguns de seus mais famosos magnatas dos negócios, depois que o Ibovespa atingiu a maior alta de todos os tempos. Os donos de negócios na maior economia da América Latina têm inúmeros motivos para querer vender hoje em dia. (Com Bloomberg)  Leia Mais

Após PF indiciar irmãos Batista, ações da JBS operam em queda de 2%

As ações do frigorífico JBS (JBSS3) operavam em queda nesta quinta-feira (21), após a Polícia Federal indiciar os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, que controla a JBS, por uso privilegiado de informações do mercado financeiro. Eles estão presos na carceragem da PF em São Paulo desde a semana passada. Por volta das 15h, os papéis da companhia caíam 2,04%, a R$ 8,16. (Com Reuters)

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,14, e Bolsa opera em queda

A Bolsa caía e o dólar comercial operava em alta nesta quinta-feira (21). Por volta das 14h40, a moeda norte-americana subia 0,25%, a R$ 3,137 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,67%, a 75.492,84 pontos. Os investidores seguem de olho na cena política nacional, um dia depois que a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal votou para rejeitar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados. (Com Reuters)

Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta; Itália ganha 0,61%

A maioria das Bolsas da Europa fechou em alta nesta quinta-feira (21). Veja as variações:

  • Itália: +0,61%
  • França: +0,49%
  • Alemanha: +0,25%
  • Portugal: +0,19%
  • Espanha: +0,05%
  • Inglaterra: -0,11%. (Com Reuters) 
Leia Mais

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,14, e Bolsa opera em queda

A Bolsa caía e o dólar comercial operava em alta nesta quinta-feira (21). Por volta das 13h20, a moeda norte-americana subia 0,28%, a R$ 3,138 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,79%, a 75.407,34 pontos, após fechar acima de 76 mil pontos na véspera. Os investidores seguem de olho na cena política nacional, um dia depois que a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal votou para rejeitar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados. (Com Reuters)

Petrobras sobe preços do diesel e reduz os da gasolina nas refinarias

A Petrobras elevará os preços do diesel em 1,5% e reduzirá os da gasolina em 0,2% nas refinarias a partir de sexta-feira (22), informou a estatal nesta quinta-feira em comunicado em seu site. Os reajustes fazem parte da nova sistemática de preços da companhia, que prevê alterações quase que diárias para as cotações dos combustíveis. (Com Reuters) 

Agência de risco corta nota de crédito da China

A agência de avaliação de risco S&P rebaixou a nota de crédito soberano da China em um degrau nesta quinta-feira (21), para A+ de AA-, citando o aumento dos riscos econômicos e financeiros. O país não perdeu o grau de investimento, uma espécie de selo de bom pagador. (Com Reuters)  Leia Mais

BRF reabrirá fábrica em Goiás para atender mercado muçulmano

A BRF vai reabrir fábrica em Jataí (GO) até janeiro, informou à agência Reuters um executivo da companhia. A fábrica se focará em produtos para o mercado halal do Oriente Médio, disse na quinta-feira (21) Marcelo Schmeider, diretor de operações da OneFoods, unidade da BRF dedicada a desenvolver o mercado muçulmano na companhia. (Com Reuters)  Leia Mais

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,14, e Bolsa opera em queda

A Bolsa caía e o dólar comercial operava em alta nesta quinta-feira (21). Por volta das 12h10, a moeda norte-americana subia 0,28%, a R$ 3,138 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,34%, a 75.747,77 pontos, após fechar acima de 76 mil pontos na véspera. Os investidores seguem de olho na cena política nacional, um dia depois que a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal votou para rejeitar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados. (Com Reuters)

Estudo: Até 2030, carros a energia devem ser 10% da frota global

Estudo recente da FGV Energia mostra que a frota mundial de elétricos e híbridos no ano passado era de 2 milhões de veículos para passageiros (exclui ônibus e motocicletas). A previsão é que até 2020 chegue a 13 milhões e, em 2030, a 140 milhões, ou 10% da frota total de carros. (Com Estadão Conteúdo) Leia Mais

BNDES acerta devolução de R$ 50 bilhões ao Tesouro

O BNDES chegou a um acordo com o governo sobre a devolução de recursos ao Tesouro em 2017. Vai pagar antecipadamente os R$ 50 bilhões pedidos pela equipe econômica, em duas parcelas: R$ 33 bilhões neste mês e R$ 17 bilhões em novembro. (Com Estadão Conteúdo) Leia Mais

Leroy Merlin fica com área que era da Vasp em Congonhas por R$ 40 mi

Um consórcio formado pela Leroy Merlin e a Creative Real Estate venceu a disputa pela área de 28,5 mil metros quadrados no Aeroporto de Congonhas. O terreno, antigamente ocupado pela Vasp, será explorado comercialmente pelo prazo de 25 anos e saiu pelo preço mínimo de R$ 40 milhões fixado no edital. (Com Estadão Conteúdo)  Leia Mais

Dólar sobe, vendido perto de R$ 3,13, e Bolsa opera em queda

A Bolsa caía e o dólar comercial operava em alta nesta quinta-feira (21). Por volta das 11h10, a moeda norte-americana subia 0,16%, a R$ 3,134 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,21%, a 75.845,25 pontos, após fechar acima de 76 mil pontos na véspera. Os investidores seguem de olho na cena política nacional, um dia depois que a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal votou para rejeitar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados. (Com Reuters)

Preço de passagens aéreas teve queda de 7% a 30% após cobrança de bagagem

Um levantamento da Abear (Associação Brasileira de Empresas Aéreas) aponta que as tarifas de passagens aéreas tiveram queda entre 7% e 30% desde que teve início a cobrança de bagagem em voos nacionais. Os dados se referem às passagens vendidas entre junho e o início de setembro pelas companhias Azul, Gol e Latam. Nas três empresas que passaram a cobrar pela bagagem em junho, mais de 60% dos passageiros optaram por comprar passagens que não dão o direito de transporte de uma mala de até 23 kg. Leia Mais

Governo quer privatizar Correios, diz ministro

Os Correios entraram para a lista de estatais que o governo pretende privatizar, um caminho já anunciado para a Eletrobras, a Casa da Moeda e a Infraero. A confirmação veio de Nova York. O ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, declarou que a venda dos Correios está em estudo, mas que precisa ser feita "com muito cuidado". (Com Estadão Conteúdo) Leia Mais

Bolsa e dólar operam quase estáveis; moeda é vendida perto de R$ 3,13

A Bolsa e o dólar comercial operavam quase estáveis nesta quinta-feira (21). Por volta das 10h10, a moeda norte-americana subia 0,05%, a R$ 3,131 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha leve alta de 0,06%, a 76.053,55 pontos, após fechar acima de 76 mil pontos na véspera. Os investidores seguem de olho na cena política nacional, um dia depois que a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal votou para rejeitar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados. O Banco Central fará novo leilão de swap cambial tradicional --equivalente à venda futura de dólares-- para rolagem do vencimento de outubro. A oferta será de até 12 mil contratos. (Com Reuters)

Prévia da inflação em 12 meses é a menor para setembro em 19 anos

Com a desaceleração do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor - Amplo 15), considerado uma prévia da inflação oficial (IPCA), em setembro, a inflação acumulada em um período de 12 meses no país é a mais baixa em quase 20 anos. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quinta-feira (21) que a alta dos preços foi de 0,11% no início deste mês. O resultado do IPCA-15 de setembro foi, assim, o menor para o mês desde 2006 (0,05%). Considerando a prévia acumulada em 12 meses, a alta dos preços é de 2,56%. É a menor alta de preços em 12 meses para setembro em 19 anos, desde 1998 (2,45%). (Com Reuters) Leia Mais

BC sobe para 0,7% projeção para o PIB e reduz estimativa de inflação

O Banco Central subiu a previsão para o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro e diminuiu a expectativa de inflação para este ano. O órgão estima crescimento de 0,7% da economia e inflação de 3,2%, de acordo com o relatório trimestral de inflação, divulgado nesta quinta-feira (21). Se a previsão se confirmar, a alta dos preços em 2017 vai ficar perto do limite mínimo da meta do governo. O objetivo é manter a inflação em 4,5% ao ano, mas com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo (na prática, variando entre 3% e 6%). (Com Reuters) Leia Mais

Cemig obtém liminar no STF e volta a buscar acordo com União

A Cemig obteve liminar concedida pelo ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), para suspender determinação do TCU (Tribunal de Contas da União) que impedia o governo de negociar com a empresa um acordo sobre quatro de suas hidrelétricas que deverão ter a concessão leiloada na próxima semana, devido ao vencimento dos contratos. A Cemig disse, em comunicado ao mercado, que começou "reuniões de conciliação" com a União sobre as usinas neste mês e que "entende que essa decisão volta a abrir a possibilidade de negociação com o governo federal a respeito dessas concessões." (Com Reuters) Leia Mais

Dólar abre o dia operando em alta, vendido perto de R$ 3,14

O dólar comercial abriu os negócios desta quinta-feira (21) operando alta, após cair 0,21% na véspera. Por volta das 9h10, a moeda norte-americana subia 0,27%, a R$ 3,138 na venda. Os investidores seguem de olho na cena política nacional, um dia depois que a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal votou para rejeitar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados. O julgamento continua nesta quinta-feira. O Banco Central fará novo leilão de swap cambial tradicional --equivalente à venda futura de dólares-- para rolagem do vencimento de outubro. A oferta será de até 12 mil contratos. (Com Reuters)

Maioria das Bolsas da Ásia fecha em queda; China perde 0,23%

A maioria das Bolsas da Ásia e do Pacífico fechou em queda nesta quinta-feira (21). A China recuou 0,23%, diante do enfraquecimento dos setores de matérias-primas e imobiliário, compensando os ganhos das financeiras diante das expectativas de novo aumento dos juros nos Estados Unidos. Veja as variações dos mercado da região:

  • Japão: +0,18%
  • Hong Kong: -0,06%
  • China: -0,23%
  • Coreia do Sul: -0,24%
  • Taiwan: +0,56%
  • Cingapura: -0,13%
  • Austrália: -0,94%. (Com Reuters)
Leia Mais

UOL Cursos Online

Todos os cursos