Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha em queda de 0,53% após recorde; Vale e Petrobras caem

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quinta-feira (21) em queda de 0,53%, a 75.604,34. Na véspera, a Bolsa teve leve alta e terminou em nível recorde, pela primeira vez acima de 76 mil pontos.

A sessão foi influenciada, principalmente, pelo desempenho negativo dos papéis da mineradora Vale (-1,99%). Petrobras (-1,26%) e Ambev (-0,56%) também tiveram queda. O Banco do Brasil (+2,19%) e o Itaú Unibanco (+0,14%) terminaram em alta, enquanto o Bradesco (+0,03%) ficou quase estável. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. 

As ações da JBS fecharam o dia em queda (-1,08%). A PF (Polícia Federal) indiciou nesta quinta-feira os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, por uso de informações privilegiadas e manipulação do mercado financeiro. Eles estão presos na carceragem da PF em São Paulo desde a semana passada.

Dólar fecha em alta, a R$ 3,144

dólar comercial fechou em alta de 0,48%, cotado a R$ 3,144 na venda, influenciado pela valorização da moeda no exterior. Na véspera, a moeda norte-americana teve queda de 0,21%. 

Na quarta-feira (20), o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, manteve a taxa de juros entre 1% e 1,25%, mas sinalizou que ainda espera uma nova alta de juros no país neste ano, a terceira, se confirmada. Juros mais elevados tendem a atrair aos EUA recursos hoje aplicados em outras economias, como a brasileira.

No Brasil, os investidores mantiveram o olho na cena política nacional, com a decisão do Supremo Tribunal Federal de vetar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos