Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha acima de 76 mil pontos pela 1ª vez; Petrobras sobe mais de 4%

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quarta-feira (20) quase estável, com leve alta de 0,04%, a 76.004,15 pontos. É o maior nível da história e a primeira vez que o índice supera os 76 mil pontos. Na véspera, a Bolsa terminou quase estável, mas com leve queda de 0,02%.

Essa é a sexta vez que a Bolsa bate o recorde de nível de fechamento desde a semana passada. A última tinha sido na segunda-feira (18).

As ações da Petrobras subiram 4,82% nesta quarta-feira, a R$ 15,87. Ambev (+0,37%) e Banco do Brasil (+0,64%) também fecharam em alta. A sessão foi influenciada também pelo desempenho negativo da mineradora Vale (-2,21%) e dos bancos Itaú Unibanco (-1,05%) e Bradesco (-0,58%). Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. 

Dólar fecha em queda, a R$ 3,129

dólar comercial fechou esta quarta-feira em queda de 0,21%, cotado a R$ 3,129 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana ficou quase estável. 

Mais cedo, o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, manteve a taxa de juros entre 1% e 1,25%, mas sinalizou que ainda espera uma nova alta de juros no país neste ano, a terceira, se confirmada. Juros mais elevados tendem a atrair aos EUA recursos hoje aplicados em outras economias, como a brasileira.

No Brasil, os investidores também acompanhavam o cenário político, com foco na denúncia feita pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer. Além disso, o Banco Central vendeu integralmente a oferta de até 12 mil contratos de swap cambial tradicional (equivalentes à venda futura de dólares) feita em leilão desta quarta-feira.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos