PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Coluna

Carla Araújo


Carla Araújo

Em grupo de risco, Paulo Guedes segue recomendações e fica em casa

Presidente Jair Bolsonaro e Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante coletiva de anúncio de medidas contra o coronavírus - ADRIANO MACHADO
Presidente Jair Bolsonaro e Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante coletiva de anúncio de medidas contra o coronavírus Imagem: ADRIANO MACHADO
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

27/03/2020 16h12

Em uma semana agitada em Brasília e com muitas políticas econômicas sendo anunciadas por conta do combate a pandemia de coronavírus, o ministro da Economia, Paulo Guedes, optou por permanecer no Rio de Janeiro, onde tem residência oficial e despachou por videoconferência.

Aos 70 anos, Guedes é considerado grupo de risco para a Covid-19. Apesar de o presidente Jair Bolsonaro minimizar a importância da quarentena, o ministro da economia optou por ouvir auxiliares e familiares que apelaram para que ele evitasse contato.

Uma fonte ligada ao ministro salientou ainda que o fato de o Palácio do Planalto ter um número alto de pessoas que testaram positivo para a doença ampliaram a preocupação com a saúde de Guedes.

Mesmo com o ministro distante, Bolsonaro destacou que não tomava nenhuma medida sem antes conversar com Guedes e atribuiu a sua ausência em Brasília ao fato de o hotel que o ministro mora quando está na capital ter sido fechado.

Ontem, diante de rumores de que o ministro pudesse ter testado positivo para o Covid-19, a assessoria de imprensa no Ministério da Economia divulgou uma nota informando que seu teste deu negativo para a doença.

"O exame foi realizado na quarta-feira (18) no posto de atendimento do Palácio do Planalto. O material foi enviado pelo Hospital das Forças Armadas (HFA) para a Fiocruz no dia seguinte. O ministro recebeu o resultado na sexta-feira (20)", diz a nota.

"Para evitar especulações, o ministro Paulo Guedes reforça seu compromisso com a transparência e informará a sociedade o resultado de qualquer outro exame se houver necessidade", completa o texto.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Carla Araújo