Topo

Cotações


Cotações

Bovespa sobe 2,5% e passa dos 57 mil pontos pela 1ª vez em mais de 16 meses

Do UOL, em São Paulo

2014-07-18T17:36:16

2014-07-21T17:10:52

18/07/2014 17h36Atualizada em 21/07/2014 17h10

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 2,47% nesta sexta-feira (18), a 57.012,9 pontos. É a primeira vez que a Bolsa passa dos 57 mil pontos desde 14 de março do ano passado, quando encerrou a sessão a 57.281,02 pontos. É também a maior alta percentual diária desde 6 de junho deste ano, quando a Bolsa subiu 3,04%. 

Com isso, a Bovespa encerra a semana com alta de 4,06%. No mês, acumula valorização de 7,23%, e no ano, ganhos de 10,69%. 

Analistas consultados pela agência de notícias Reuters e pelo jornal "Valor Econômico" afirmaram que a Bolsa subiu após a divulgação, na véspera, da última pesquisa eleitoral. De acordo com o Datafolha, a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB) aparecem tecnicamente empatados em um eventual segundo turno nas eleições presidenciais de outubro.

A notícia vem em um momento de descrença do mercado na administração da presidente Dilma e críticas em relação ao que consideram intervenção excessiva em estatais. Diante disso, as estatais subiram, ajudando a Bolsa a fechar no azul. 

O bom desempenho das ações dos bancos Bradesco e Itaú Unibanco, que têm grande peso sobre o índice, também influenciaram a alta da Bolsa.

No mercado de câmbio, o dólar comercial encerrou em queda de 1,35%, cotado a R$ 2,228 na venda. Na semana, a moeda acumulou alta de 0,31%. 

Mais sobre Bolsa e dólar

  • UOL

    Direto da Bolsa

    Dólar e Bolsa são influenciados pelas notícias do dia. Leia os destaques de hoje aqui

  • Thinkstock

    UOL Invest

    O simulador de Bolsa UOL Invest é grátis e permite que você aprenda como investir e concorra a tablets e passagens aéreas. Acesse por computador e tablet (clique nesta mensagem) ou celular (digite ou copie: uolinvest.economia.uol.com.br)

  • Alex Almeida/Folhapress

    Consulte suas ações

    Quer saber o preço de suas ações preferidas? Consulte o UOL Cotações, veja gráficos no formato que quiser, desempenho no dia e histórico de 1 ano. Acesse por computador e tablet (clique nesta mensagem) ou celular (digite ou copie: http://uol.com/bfdNjz)

  • Shutterstock

    Histórico do dólar

    Precisa saber quanto estava custando o dólar, o euro, o peso argentino um tempo atrás? Veja o histórico do UOL Cotações de até 1 ano para as principais moedas do mundo. Acesse grátis por computador e tablet (clique nesta mensagem) ou celular (digite ou copie: http://uol.com/bwdPmd)

Estatais e bancos puxam alta da Bovespa

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto, avançaram 5,45%, a R$ 19,17. As ações preferenciais da estatal (PETR4), com prioridade na distribuição de dividendos, ganharam 4,91%, a R$ 20,52. As ações ordinárias da Eletrobras (ELET3) tiveram alta de 6,2%, a R$ 6,85. O Banco do Brasil (BBAS3) encerrou com ganhos de 2,65%, a R$ 28,23.

As ações preferenciais do Bradesco (BBDC4) subiram 4,79%, a R$ 35,02. As preferenciais do Itaú Unibanco (ITUB4) avançaram 4,9%, a R$ 35,14. 

CSN sobe 8%, 2ª maior alta da Bolsa

A CSN (CSNA3) teve a segunda maior alta da Bovespa, com valorização de 8,24%, a R$ 11,56.

O Conselho de Administração da siderúrgica aprovou a abertura de um novo programa de recompra de ações, de até 64,2 milhões de papéis. O programa será feito entre os dias 18 de julho e 18 de agosto deste ano, segundo comunicado nesta sexta-feira. 

Oi lidera quedas da Bovespa

Na contramão, as ações da companhia de telecomunicações Oi (OIBR4) lideraram as baixas da Bolsa, com desvalorização de 5,45%, a R$ 1,56.

agência de classificação de risco Moody's colocou as notas da empresa em revisão para possível rebaixamento, devido à possível perda pelo investimento feito pela parceira Portugal Telecom na dívida da Rioforte, empresa do grupo Espírito Santo. 

Bolsas internacionais

As Bolsas de Valores da Europa fecharam sem uma tendência definida nesta sexta-feira. A Bolsa da Itália teve valorização de 0,65%, a da França ganhou 0,44%, e a da Inglaterra avançou 0,17%.

Na contramão, o mercado de ações de Portugal desvalorizou-se 0,8%, o da Alemanha caiu 0,35%, e o da Espanha registrou baixa de 0,15%.

As principais Bolsas de Valores da região da Ásia e do Pacífico também fecharam sem uma tendência. O índice japonês Nikkei caiu 1,01%. A Bolsa de Hong Kong perdeu 0,28%. Os mercados de ações de Taiwan e de Seul, na Coreia do Sul, fecharam praticamente estáveis, com leve queda de 0,08% e 0,07%, respectivamente.

Na contramão, as Bolsas de Xangai, na China, e a de Sydney, na Austrália, subiram 0,17%. Cingapura avançou 0,11%. 

(Com Reuters) 

Saiba quais são os motivos do sobe e desce do dólar, as medidas adotadas pelo governo e quem essa oscilação beneficia

Entenda

Mais Cotações