Dólar sobe 0,25% e fecha a R$ 3,14, após sete quedas e com atuação do BC

Do UOL, em São Paulo

O dólar comercial quebrou uma sequência de sete quedas e fechou esta quinta-feira (11) em alta de 0,25%, cotado a R$ 3,14 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana havia caído 0,28%.

Apesar de subir no dia, o dólar acumula desvalorização de 3,17% no mês e de 20,47% no ano.

Atuação do BC

O Banco Central aumentou sua atuação no mercado de câmbio nesta sessão. Pela manhã, o BC vendeu 15 mil swaps reversos, contratos que equivalem à compra futura de dólares. Até então, eram vendidos apenas 10 mil contratos por sessão.

Investidores acreditam que o BC esteja aproveitando os momentos de queda do dólar para fazer esse tipo de operação, revertendo o que foi feito no passado --os swaps tradicionais, que equivalem à venda futura de dólares.

A leitura é de que, diferentemente do que aconteceu nos últimos anos, agora o BC não está querendo impor um limite mínimo para a moeda.

Cotações baixas costumam prejudicar as exportações, enquanto níveis altos podem acelerar a inflação.

"O dólar vinha em um ritmo que poderia buscar os R$ 3 em breve. Esse ajuste nos swaps deve, no mínimo, adiar esse percurso", disse à agência de notícias Reuters o diretor de câmbio do banco Paulista, Tarcísio Rodrigues.

Contas públicas

Investidores também estavam de olho nas medidas adotadas pelo governo interino de Michel Temer para equilibrar as contas públicas. 

Na véspera, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, chegou a dizer que o rombo nas contas do governo já havia alcançado R$ 169 bilhões, faltando ainda cinco meses para o final do ano.

Hoje, no entanto, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o rombo do governo ficará dentro do previsto, que é de R$ 170,5 bilhões no ano.

Alta do petróleo

No exterior, os preços do petróleo fecharam em alta, o que deixou investidores otimistas. O avanço da matéria-prima ajudou a limitar a alta do dólar nesta sessão.

O barril do petróleo Brent, referência no mercado, subiu 4,52%, a US$ 46,04, enquanto o petróleo nos Estados Unidos ganhou 4,27%, a US$ 43,49.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos