Dólar sobe 0,2% e fecha a R$ 3,333, após 7 quedas, de olho em juros nos EUA

Do UOL, em São Paulo

dólar comercial fechou esta quarta-feira (14) em alta de 0,22%, a R$ 3,333 na venda, após sete quedas seguidas. 

Com isso, a moeda norte-americana acumula baixa de 1,18% na semana. No mês, tem desvalorização de 1,6% e, no ano, perdas de 15,57%. 

Na véspera, a moeda norte-americana havia fechado em baixa de 0,58%

Juros nos EUA

A sessão desta quarta-feira foi marcada pela expectativa pelo resultado da reunião sobre juros do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), divulgado perto do horário de fechamento do mercado de dólar no Brasil.

Em decisão unânime, o Fed resolveu elevar a taxa de juros nos Estados Unidos para a faixa entre 0,5% e 0,75%. Os juros estavam entre 0,25% e 0,5% há um ano. 

A decisão é a primeira após o republicano Donald Trump vencer a disputa pela Presidência do país. Juros mais altos nos EUA poderiam atrair para lá recursos atualmente investidos em outros países onde os rendimentos são maiores, como é o caso do Brasil.

Cenário político

No Brasil, o mercado continuava de olho no cenário político, em especial no Congresso Nacional, onde há importantes votações. 

"Apesar do quadro político nebuloso, o governo parece estar conseguindo andar com uma agenda positiva, o que contribui para diminuir o nervosismo dos agentes. As medidas que devem sair amanhã, são um exemplo disso", disse o economista da corretora Guide, Ignácio Crespo Rey, à agência de notícias Reuters.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados analisa a proposta de reforma da Previdência, enquanto a Comissão Mista do Orçamento (CMO) do Senado deve votar o relatório final do Orçamento para 2017 e, em seguida, passar pela aprovação do Congresso Nacional.

Na véspera, o governo conseguiu garantir, mesmo com votação mais apertada, que o Senado aprovasse em segundo turno a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que estabelece teto para o crescimento dos gastos públicos por 20 anos.

Atuações do BC

O Banco Central brasileiro não atuou no mercado de câmbio nesta sessão. Na véspera, fez leilão de linha --venda com compromisso de recompra de dólares-- para rolagem dos contratos que vencem em janeiro.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos